Logo Jornal

Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2024




SAÚDE

TopMed ganha reconhecimento mundial por transformar saúde pública brasileira

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

TopMed ganha reconhecimento mundial por transformar saúde pública brasileira
Foto: Divulgação
-

A catarinense TopMed tornou-se estudo de caso para governos de todo o mundo ao desenvolver uma solução altamente eficaz que eleva o setor brasileiro de saúde pública a um patamar mais tecnológico e democrático.

O projeto Alô Saúde Floripa foi inserido no rol de programas do Observatório de Inovação do Setor Público, pertencente à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD, na sigla em inglês), sediada em Paris. A biblioteca digital do Observatório contém iniciativas globais que adotam novas abordagens para atender demandas complexas da sociedade, e a TopMed ganha destaque como uma empresa comprometida em fornecer tecnologia de ponta ao setor público.

A iniciativa da TopMed ao ser operacionalizada pelo poder público da capital de Santa Catarina, a partir de 2019, recebeu o nome de Alô Saúde Floripa e revelou sua imensa abrangência e relevância social, tanto durante o período crítico da pandemia de coronavírus (2020/2021) quanto nos anos seguintes.

O projeto é considerado o primeiro canal brasileiro de atendimento pré-clínico para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele faz parte do programa Atenção Primária Remota, que a empresa desenvolve para oferecer soluções seguras a usuários do SUS.

“A inovação promove o acesso à saúde, acelera a economia e o equilíbrio para a saúde pública. Com este projeto, atuamos dentro do princípio da universalidade, garantimos o acesso à saúde a toda a população por meio de canais digitais, durante 24 horas por dia, de segunda à segunda, sem necessidade de deslocamento presencial a uma unidade de saúde”, diz Valda Stange, CEO da TopMed.

O serviço não é robotizado e o usuário é atendido por um profissional de enfermagem que, diante da presença de sintomas, utiliza algoritmos clínicos, uma ferramenta tecnológica cujo conjunto de perguntas e respostas formam uma chamada árvore decisória. Esta árvore tem diversas ramificações, com diferentes possibilidades de caminhos e desfechos, que servem de base para o encaminhamento e o fornecimento de orientações aos usuários do serviço.

O atendimento a distância ocorre por meio de um aplicativo de interface amigável voltado a aparelhos de telefone celular, tablets ou computadores, ou mediante ligação para um serviço de 0800.

O projeto Atenção Primária Remota venceu, em maio deste ano, o Prêmio InovaCidade 2023, considerado o mais importante sobre cidades inteligentes da América Latina.

Além da capital catarinense, o projeto inclui as experiências de outros municípios do Estado. Em funcionamento desde 2021, "Saúde na Mão Lages", "Alô Saúde Rio do Sul" e "Alô Saúde Benedito Novo" contribuem para ampliar o acesso à saúde de milhares de pessoas.

A expectativa, segundo Valda Stange, é de que nos próximos meses mais um conjunto de municípios catarinenses passem a utilizar o serviço.

Fundado em 2011 a partir da necessidade crescente dos governos adotarem novas abordagens para resolver os problemas complexos da sociedade, o Observatório atua em conjunto com governos, universidades, indústrias, ONGs globais e sociedade civil para fornecer apoio e orientação à inovação do setor público de todo o mundo.

logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br