Logo Jornal

Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2024




SAÚDE

Atenção Primária Integrada à saúde do trabalhador diminui agravamento de doenças

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

Atenção Primária Integrada à saúde do trabalhador diminui agravamento de doenças

A AsQ, de Florianópolis, especialista em saúde corporativa, é uma das vencedoras do Prêmio Unidas 2023 – considerado um dos principais reconhecimentos na área da Saúde Suplementar no país. O case vencedor - “Atenção Primária Integrada com a Saúde do Trabalhador: o Futuro do Cuidado em Instituições Empresariais” - é um estudo que concluiu que a integração da saúde ocupacional com o atendimento primário à saúde dos colaboradores permite reduzir absenteísmo, evitar o agravamento de doenças e identificar e acompanhar colaboradores com doenças crônicas. Esta foi a quarta vez que a AsQ teve um de seus estudos premiados pela Unidas.
A AsQ monitorou durante um ano a saúde de 1.874 colaboradores de uma empresa brasileira. A integração dos serviços reduziu 90% dos casos de atestados médicos por faltas, sugere o estudo. Além disso, 98% das queixas apresentadas foram resolvidas apenas pelo atendimento primário feito pela equipe de medicina de família. Mais de 60% dos colaboradores usaram os serviços da clínica de atenção primária pelo menos duas vezes.
Ao todo, foram 5.316 atendimentos no ano, distribuídos em 3.415 consultas médicas, consultas nutricionais, 1.175 exames ocupacionais e 589 procedimentos de enfermagem. A média por colaborador foi de 1,82 consultas médicas, 3,15 exames por consulta e 3,9 exames por mês. Também foi feito rastreamento oncológico de 70% da população assistida para os cânceres de colo de útero, mama e colorretal.
“O monitoramento que fizemos mostra que a integração é importante para o cuidado da saúde integral do usuário. O resultado é excelente para todos: o colaborador recebe atenção integral e permanente, entende melhor sua condição de saúde e é estimulado ao autocuidado a todo tempo. A empresa, por outro lado, tem uma visível melhora na produtividade, já que há redução do número de faltas provocadas por situações de saúde que foram precocemente detectadas. Além disso, há uma redução concreta do custo saúde, sendo que os colaboradores estão mais engajados em suas condições de saúde, se ausentam menos ao trabalho e reduzem o sinistro do plano de saúde pois utilizam mais conscientemente os recursos oferecidos. Outro ponto importante é o aproveitamento da consulta de saúde ocupacional, admissional e periódicos, para já realizar uma consulta assistencial, evitando com isso o desperdício em saúde, que é um gargalo a ser resolvido em toda a empresa”, diz André Machado Júnior, CEO da AsQ.

logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br