Logo Jornal

Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2024




RCN IMPRESSA

No meio da safra, pesca da tainha em SC é obrigada a ser encerrada

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

Estado atingiu a cota de 460 toneladas definida pelo governo federal. Antes, o volume permitido era de 830 t

No meio da safra, pesca da tainha em SC é obrigada a ser encerrada
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / SECOM
- Foram frustradas as estimavas de pesca de 1.800 t no total

Rede_737.pdf - visualizar documento

O Governo de Santa Catarina continua tentando reverter à medida do Governo federal que reduziu a cota de pesca artesanal de tainha pelo modelo emalhe anilhado. Esse tipo de pesca - rede jogada no mar na forma de círculo, praticada tipicamente pelos pescadores artesanais - teve a cota reduzida de 830 toneladas para 460 toneladas. Um corte de 68% nessa produção pesqueira. A pesca industrial, autorizada em 600 toneladas em portaria de 2022, foi simplesmente banida neste ano. “No auge da pesca da tainha, da safra de 2023, recebemos a informação do Ministério da Pesca e Aquicultura que a cota artesanal de emalhe anilhado foi encerrada neste ano. A pesca industrial já estava proibida em Santa Catarina, lamentou o secretário executivo de Aquicultura e Pesca, Tiago Bolan Frigo.

Ele explicou que o governo catarinense teve o recurso de efeito suspensivo dessa medida negado pelo TRF4 (Tribunal Regional Federal, da 4ª Região), mas a Procuradoria Geral do Estado está estudando novas medidas para que os pescadores catarinenses tenham o seu direito preservado. “Vamos até o fim, até onde for possível”, acentuou o secretário. Tradição catarinense, a pesca artesanal da tainha iniciou em 1° de maio com altas expectativas no aumento da safra. A Federação dos Pescadores do Estado de Santa Catarina (Fepesc) estimava capturar 1.800 toneladas da espécie em todas as modalidades, o que superaria a safra do ano anterior (1.500 toneladas). Essas expectativas foram frustradas com a decisão federal. A Secretaria Aquicultura e Pesca estima um prejuízo de 15 milhões de reais de forma direta na situação atual.

Sobre a RCN Imprensa

A página da Rede Catarinense de Notícias, elaborada pela Agência Adjori de Jornalismo, é o conteúdo impresso mais visto de Santa Catarina. A página circula semanalmente em mais de 40 jornais de todas as regiões do Estado. A tiragem somada dos participantes supera 130 mil exemplares.

A publicação iniciou em 2002 e segue de forma ininterrupta até hoje. Já são mais de 600 edições contando os principais fatos de Santa Catarina.

logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br