Logo Jornal

Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2024




RCN IMPRESSA

Balanço do primeiro semestre do Governo Jorginho Mello

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

Balanço do primeiro semestre do Governo Jorginho Mello
Foto: GOVERNO SC
- Governador comemorou aprovação de projetos pela Alesc

Rede_741_1.pdf - visualizar documento

Rede_741_2.pdf - visualizar documento

Avanços na infraestrutura

O Governo de Santa Catarina projeta investir R$ 1,3 bilhão em 2023 para pavimentar e recuperar as estradas estaduais. A primeira parte desse investimento, mais de R$ 194 milhões, foi destinada a obras em todas as regiões nesses primeiros meses do ano. Também foram investidos R$ 3,4 milhões na elaboração de projetos, além de R$ 9,7 milhões em repasses de recursos para obras nos municípios.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo, são 75 projetos de duplicação, restauração, interseção de rodovias, contenções em rodovias e manutenção de pontes. Nesse item, o investimento foi de R$ 111 milhões no primeiro semestre. Há, ainda, 39 projetos em andamento de obras de manutenção, tapa buracos, roçada e sinalização viária. O valor executado no primeiro semestre em 2023 chegou a R$ 83 milhões.

Portos

Entre os portos administrados pelo Estado, foram investidos R$ 125 milhões em Imbituba - que registrou o melhor 1º semestre operacional de sua história - e R$ 26 milhões em São Francisco do Sul - que, por conta dos seguidos recordes na movimentação de cargas, liderou o ranking de desempenho entre os 35 portos públicos do Brasil.


Governo SC

No Porto de Imbituba foram investidos R$ 125 milhões


Aeroportos

No primeiro semestre do ano, o Governo do Estado já liberou R$ 25,5 milhões para obras de melhorias necessárias para permitir que todos os aeroportos estejam em pleno funcionamento até o início de 2024.

Já receberam recursos aeroportos das seguintes cidades: Forquilhinha (R$ 15,2 milhões); Lages (R$ 620 mil); São Joaquim (R$ 327 mil); Caçador (R$ 5,5 milhões); Lontras (R$ 1,8 milhão); Três Barras (R$1,6 milhão) e Dionísio Cerqueira (R$ 474 mil)

Ferrovias

No modal ferroviário, o Estado está investindo R$ 31,5 milhões em dois projetos: as ligações entre Correia Pinto - Chapecó e Araquari - Navegantes. Juntas, poderão somar mais 381 km à malha ferroviária catarinense, que correspondem a 50% da operação atual.

Celesc

O Governo do Estado programa aplicar R$ 4,5 bilhões na rede elétrica catarinense para os próximos 4 anos - maior pacote de investimentos da história da companhia. Já iniciada implantação de 500 km de rede trifásica no interior de SC – regiões Oeste, Serra, Alto Vale, e Planalto Norte.

Casan

Obra do Rio Chapecozinho, em Xanxerê - maior obra da história da Casan – se soma a outras iniciativas de grande porte como nova estação de tratamento de água em Biguaçu; ampliação de adutora em Criciúma; Estação de Tratamento de Esgoto no município de Rio do Sul; instalação de mais 29,5 quilômetros de redes coletoras de esgoto e 1.882 ligações domiciliares em Curitibanos.

E ainda entrega de 90 reservatórios, gerando aumento de 15% da capacidade de reservação do estado de quase 38 milhões de litros de água.

Ao apresentar os resultados dos seis meses de gestão, o governador Jorginho Mello reforçou os propósitos da iniciativa. “Estamos prestando contas do nosso trabalho ao cidadão, com total transparência, com responsabilidade e com o compromisso de avançarmos cada vez mais em todas as áreas”, frisou.


Jorginho Mello destacou compromisso com a transparênciaGoverno SC


OS DESTAQUES NA SAÚDE E EDUAÇÃO

Os primeiros seis meses do governo Jorginho Mello foram marcados pela concretização dos projetos previstos para a Educação e para a Saúde do Estado, com a criação do Programa Universidade Gratuita e a redução da fila de espera por cirurgias eletivas. Ao apresentar o balanço do primeiro semestre de gestão, Jorginho Mello também destacou os indicadores de governança, com destaque para o saneamento das finanças públicas, graças ao Plano de Ajuste Fiscal de Santa Catarina. Lembrou, ainda, da reforma administrativa, que deu protagonismo a setores estratégicos e rearranjou as estruturas estatais a custo zero.

Mutirão da Saúde

Lançado no início de fevereiro, o Mutirão da Saúde resultou no aumento no número de todos os procedimentos hospitalares, em comparação ao mesmo período de 2022, como cirurgias eletivas (+ 31%) e procedimentos de emergência (+ 8,36%).

Ao todo, 55.597 pessoas passaram por procedimentos cirúrgicos, sendo necessários mais de 80 mil exames clínicos e laboratoriais. As filas para oncologia e oftalmologia foram praticamente zeradas. Dos 2.738 pacientes com câncer que aguardavam por consultas pré-cirúrgicas e cirurgias oncológicas, 451 estão em busca ativa pela Secretaria Estadual de Saúde. Na Oftalmologia, a fila se restringe àqueles que deram entrada já em 2023.

“Com o Mutirão da Saúde, atendemos catarinenses que aguardavam na fila por um procedimento médico há anos”, comemorou o governador Jorginho.

A Secretaria de Saúde também habilitou 9 novos hospitais para realização de Alta Complexidade em Ortopedia; ampliou os serviços de cardiologia e habilitou outros três hospitais nos municípios de Concórdia, Brusque e Jaraguá do Sul. Foram criados 148 novos leitos de UTI, totalizando 1.328 no estado.

Até o momento, já foram empenhados mais de R$ 3,7 bilhões, cerca de 57% dos R$ 6,5 bilhões previstos para a Pasta da Saúde em 2023. O valor é superior aos 12% determinados por lei federal.


Mais de 55 mil pessoas passaram por procedimentos cirúrgicosGoverno SC


Universidade Gratuita

Promessa de campanha do então candidato Jorginho Mello, o Programa Universidade Gratuita saiu do papel e foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

“Poder ajudar as famílias a terem seu filho na universidade é um sonho que realizo dentro de outro sonho, o de ser governador do Estado”, disse Jorginho Mello sobre as mais de 36 mil vagas que serão oferecidas gratuitamente nesse segundo semestre de 2023 nas universidades comunitárias da Acafe. Até 2026, deverão ser ofertadas aos estudantes catarinenses 89 mil vagas gratuitas em nível de graduação.

A Secretaria Estadual de Educação (SED) informou que cerca de 18% dos recursos financeiros da Pasta serão destinados ao ensino superior. Os 82% restantes - que correspondem a R$ 6,7 bilhões – serão aplicados na Educação Básica.

A Secretaria destacou também que trabalha em uma política estadual para fortalecimento dos Centros de Educação Profissional (CEDUPs) e da Educação Especial. Por meio da FCEE (Fundação Catarinense de Educação Especial), já foram investidos quase R$ 230 milhões, garantindo a qualidade dos atendimentos nas 250 instituições especializadas conveniadas e beneficiando cerca de 27 mil educandos com deficiência. No semestre, foram capacitados mais de 1600 profissionais da Educação Especial do estado.

A SED informou ainda que o Acordo técnico com o SENAI garantiu ampliação do acesso a quase 7 mil estudantes ao eixo do ensino profissionalizante do novo ensino médio.

Rede elétrica

Uma ação conjunta inédita com Sistema Acafe e Celesc está ampliando a capacidade de fornecimento de energia na rede estadual, o que vai permitir que as instituições de ensino possam instalar o sistema de climatização e usar equipamentos eletrônicos como lousas digitais.


MAIS SEGURANÇA

A Recriação da Secretaria da Segurança Pública garantiu mais recursos e agilidade para as ações na área, que resultaram na queda de grande parte dos indicadores de criminalidade no Estado. Foram investidos mais de R$ 80 milhões em equipamentos para a segurança pública catarinense e con­firmado o concurso público para reforçar os efetivos das Polícias Militar e Civil.

A Secretaria também promoveu a reestruturação do projeto Bem-Te-Vi, de monitoramento eletrônico de logradouros públicos; buscou novos investimentos e parcerias com municípios e garantiu o desenvolvimento de novas tecnologias como reconhecimento facial e inteligência arti­ficial.

Houve fortalecimento dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs), com a meta de incremento em até 25% do número de Consegs no Estado até o final do ano, além de criação, pela Polícia Civil, do Departamento de Investigações Criminais, em grandes cidades.

No semestre, foram promovidas Sete Operações da Polícia Militar em todo o Estado trazendo resultados significativos de apreensões, prisões, além do trabalho socioeducativo.

Escola Segura: A PMSC já treinou 1.577 policiais militares e 41.219 profissionais da Educação (entre professores e instrutores) em todo o Estado com o protocolo e técnicas para defesa de possíveis ações criminosas; foram realizadas 32.772 visitas operacionais em escolas públicas e particulares e universidades por policiais militares. Cerca de 30% das escolas da rede pública estadual de SC já contam com policial da reserva contratado. A Secretaria projeta chegar a 50% das escolas da rede pública estadual até o final do ano. Nas escolas em que não há o policial da reserva contratado, o reforço de segurança é feito pela intensificação das rondas escolares.


Mas de R$ 80 milhões foram aplicados em equipamentosGoverno SC


Sobre a RCN Imprensa

A página da Rede Catarinense de Notícias, elaborada pela Agência Adjori de Jornalismo, é o conteúdo impresso mais visto de Santa Catarina. A página circula semanalmente em mais de 40 jornais de todas as regiões do Estado. A tiragem somada dos participantes supera 130 mil exemplares.

A publicação iniciou em 2002 e segue de forma ininterrupta até hoje. Já são mais de 600 edições contando os principais fatos de Santa Catarina.

logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br