poder

Os advogados de SC estão se sentindo abandonados, diz Hélio Brasil

Foto: Divulgação

Em meio à corrida para as eleições da Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina (OAB/SC), o advogado criminalista Hélio Brasil colocará mais uma vez o nome à disposição da categoria para assumir a presidência da entidade. Segundo ele, nas conversas preliminares que tem feito junto a escritórios de advocacia, os associados estão se sentido "abandonados" e "insatisfeitos" com a OAB/SC. 

Brasil está percorrendo o Estado para conversar com a categoria, principalmente pequenos e médios escritórios. Tem ouvido, diz, reclamações sobre o preço da anuidade, a segunda mais cara do país, e sobre a morosidade da entidade em meio à pandemia para atender as demandas dos advogados e advogadas. 

"Em meio ao período de pandemia vários colegas fecharam escritórios. A gente vê que a OAB perdeu credibilidade. [...] Estamos viajando o Estado e sentindo uma aspiração de mudança. São quase dez anos do mesmo grupo e os colegas estão bastante insatisfeitos", disse. "Conseguimos muito apoio", complementa. 

O pleito da OAB/SC está marcado para novembro e o novo presidente comandará a entidade por três anos. Nos três últimos mandatos, o mesmo grupo tem conduzido a Ordem. Em 2018, Brasil perdeu para o atual presidente, Rafael Horn, por pouco mais de 100 votos. Ele afirma que é preciso mostrar que existem alternativas e reafirmar os compromissos já assumidos na última eleição, como a defesa da prerrogativa dos profissionais e de seus honorários. 

Diferentemente do que ocorreu na última eleição, onde Horn e Brasil polarizaram a disputa, a votação de 2021 deve ter até quatro candidaturas, o que é visto com bons olhos pela advocacia catarinense. 



 


mais sobre:

OAB/SC Política



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br