poder

Governadores propõem reunião dos poderes após tensão entre STF e Bolsonaro

Foto: Peterson Paul/Secom

A reunião do Fórum Nacional dos Governadores na manhã desta segunda-feira (23) decidiu por propor uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro e chefes de outros poderes. Participaram governadores ou vices de 24 estados do país, entre eles o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva. 

O catarinense foi um dos que manifestou apoio à reunião entre os entes. "Eu sugeri uma ação nossa, uma ação mais presente na vida da comunidade. Uma reunião presencial para colocarmos a nossa posição de forma clara e muito tranquila junto aos poderes, em defesa dos interesses de todas as esferas de poder e do povo brasileiro", disse Moisés.

O encontro, que ocorreu por videoconferência, foi convocado pelo governador de São Paulo, João Doria Júnior, após Bolsonaro pedir o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes na última semana. A intenção de Doria é aglutinar os chefes dos Executivos estaduais em torno da defesa da democracia.

A questão ambiental também esteve em pauta pelos gestores. O tema foi apresentado aos gestores pelo governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. Ele apresentou a proposta da formação de um consórcio de governos estaduais para promover projetos. A ideia é estabelecer um fundo único para financiar políticas públicas de enfrentamento as mudanças climáticas.






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br