impeachment

Desembargador e deputado anunciam voto; placar é de 2 a 2

O desembargador Roberto Lucas Pacheco adiantou o voto pela cassação do governador Carlos Moisés. O magistrado repetiu os argumentos da primeira votação e indicou que houve crime de responsabilidade na atuação de Moisés no caso da compra dos 200 respiradores da Veigamed. Segundo ele, houve provas de que o governador soube de detalhes da compra e não agiu para prevenir o dano ao erário público. 

Na sequência, votou o deputado José Milton Scheffer (Progressistas). O parlamentar citou as decisões dos órgãos de fiscalização que arquivaram os inquéritos contra o governador e indicou que essas decisões apontam para a inocência de Moisés. Segundo Scheffer, as investigações seguem para responsabilização de outros agentes públicos. O deputado adiantou o voto pela absolvição do governador. 




Reprodução






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br