norte

Festival de Dança de Joinville terá apresentação de mais de 18 estados, da Argentina e do Paraguai

A 38ª edição do Festival de Dança de Joinville, que será realizada de 5 a 16 de outubro, terá apresentações de 18 estados com coreografias na Mostra Competitiva, Meia Ponta e Palcos Abertos. Neste ano, a organização do evento recebeu mais de 2,5 mil inscrições de todos os estados brasileiros, além de Argentina e Paraguai.

"Para nós foi uma grata surpresa receber tantas inscrições para esta edição e, ainda, de grupos que nunca haviam participado do evento. Teremos, sim, aquelas companhias tradicionais, que fazem parte do festival todos os anos, além de grupos novos e bailarinos independentes que conseguiram passar na seletiva", destaca o presidente do Instituto Festival de Dança, Ely Diniz.

A Mostra Competitiva, realizada de 7 a 14 de outubro, terá 206 coreografias dos gêneros Balé Clássico de Repertório, Balé Neoclássico, Dança Contemporânea, Danças Populares Brasileiras, Danças Populares Internacionais, Danças Urbanas, Jazz e Sapateado.

Já o Meia Ponta, que ocorre de 13 a 15 de outubro, teve 62 coreografias aprovadas. Os Palcos Abertos irão receber mais de 1.300 coreografias, em locais espalhados por Joinville e cidades vizinhas. A lista completa de selecionados e a programação completa pode ser acessada no site do evento.

Países vizinhos
A companhia do Paraguai selecionada se apresenta na Mostra Competitiva, no gênero Danças Populares Internacionais, com um conjunto sênior. Já a Argentina, entrou para o Festival de Dança no Meia Ponta com um solo infantil feminino no gênero Dança Contemporânea.

Estados brasileiros
Dos 18 estados brasileiros com coreografias selecionadas para o evento, São Paulo lidera, seguido por Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Santa Catarina
O estado que sedia o Festival de Dança é o segundo em número de coreografias a se apresentar nos palcos de Joinville. São 144 coreografias que serão apresentadas na Mostra Competitiva, Meia Ponta e Palcos Abertos. Além de Joinville, os grupos vêm das cidades de Balneário Camboriú, Biguaçu, Blumenau, Brusque, Canoinhas, Chapecó, Cocal do Sul, Ermo, Florianópolis, Içara, Indaial, Itapema, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lebon Régis, Luiz Alves, Mafra, Mirim Doce, Piratuba, Rio Negrinho, São Bento do Sul, São João Batista, Sombrio, Taió, Tijucas, Timbó, Três Barras, Tubarão e Xanxerê.

Noite de abertura
A cultura amazonense será foco na noite de abertura com a coreografia TA - Sobre Ser Grande, apresentada pelo Corpo de Dança do Amazonas e dirigida pelo renomado Mário Nascimento. "Vai ser um encontro emocionante. Joinville elevou a dança a um lugar novo, desde seu primeiro festival até 2019 e em 2021 protagoniza, no melhor sentido da palavra, um suspiro para artistas espalhados pelo mundo", diz o diretor.




mais sobre:

Cultura Geral Dança



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br