impeachment

Desembargador Fornerolli vota pela condenação; 5x4

Foto: Reprodução

O desembargador Luiz Antônio Fornerolli, nono a votar no Tribunal Especial de Julgamento do Impeachment, decidiu pelo voto de condenação do governador afastado Carlos Moisés da Silva. Na fala, o desembargador afirmou que a decisão da Procuradoria-Geral da República (PGR) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que apontam para a ausência de justa causa no âmbito criminal não são prova para a inocência do governador. 

Fornerolli disse que a análise do STJ e PGR se afastou de alguns fatos narrados da denúncia. Segundo ele, cada julgamento é um julgamento e o Tribunal do Impeachment julga no âmbito político, e não criminal ou administrativos. Ele afirmou que a decisão de Brasília constrange os julgadores para votarem da mesma forma, mas essa é uma decisão que pode ser revisitada, portanto, não decisiva. 

Ao final, citou o caso do ex-presidente Fernando Collor de Melo, que perdeu o cargo político, mas foi absolvido pela justiça. 




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br