Logo Jornal

Terça-Feira, 23 de Abril de 2024




Eleições Municipais

Prefeito de Pedras Grandes fala sobre disputar eleição em Tubarão por sugestão de Carlos Moisés

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

Ex-governador Carlos Moisés defende a candidatura de Agnaldo Filippi (PP) à prefeitura de Tubarão reportou o ND Notícias em edição impressa, com base na entrevista concedida por Filippi ao site Folha Regional, de Tubarão

Prefeito de Pedras Grandes fala sobre disputar eleição em Tubarão por sugestão de Carlos Moisés
Foto: Folha Regional, de Tubarão
-

“ Moisés arrumou um problema bom para mim”, brinca o prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Filippi (PP). Em entrevista à Folha Regional, de Tubarão. Filippi comenta sobre os planos do ex-governador Carlos Moisés, presidente estadual do Republicanos, de vê-lo candidato a prefeito da vizinha Tubarão. Não deixa de ser um projeto ousado, afinal levaria Filippi a abrir mão de uma eventual reeleição e se lançar a uma disputa em outra cidade. 

O prefeito ainda não bateu o martelo. Caso diga não ao convite, pretende sugerir o nome do vereador Maurício da Silva (PP) à majoritária em Tubarão. Filippi fala ainda sobre a gestão em Pedras Grandes e repete duras críticas a Jorginho Mello e seu aliado Estêner Soratto, ambos do PL.

Confira o que mais Filippi falou à equipe do Folha Regional, de Tubarão

A vontade de Moisés 

Filippi: Em dois anos alocar R$ 53 milhões em uma cidade de quase cinco mil habitantes chamou atenção da região e do governador Carlos Moisés. Por conta disso, o Moisés, que vinha sendo cogitado a ser candidato em Tubarão, declinou disso no final do ano e espontaneamente, sem combinar comigo, quando questionado disse que queria me ver como prefeito de Tubarão. Tenho conhecimento amplo sobre a política em Tubarão, porque faço política estes anos todo em Tubarão. Isso motivou o Moisés a me indicar como alguém que teria condições de administrar a cidade.

Ligação com Tubarão 

Filippi: Meu avô teve oportunidade, quando Pedras Grandes era distrito, de ocupar uma cadeira na Câmara de Tubarão. Tenho residência fixa em Tubarão há 27 anos. Faço política muito mais em Tubarão do aqui em Pedras Grandes. A base do que eu sempre discuti politicamente, quando apoiei o Carlos Stüpp e depois o Joares Ponticelli, foi em Tubarão. Eu me elegi vereador em Pedras Grandes morando em Tubarão. Mas a gente tem uma ligação muito forte com Pedras Grandes. Meu pai foi prefeito duas vezes aqui.

Vaga no Republicanos 

Filippi: Moisés disponibilizou o partido dele, caso isso tivesse algum sentido ou eu tivesse disposição de entregar o meu mandato de prefeito para o meu vice, voltar a Tubarão e me arriscar em um projeto como esse. Se não tivesse a opção de fazer pelo Progressistas, poderia fazer pelo Republicanos. Essa é uma vontade do ex-governador Moisés, e tenho certeza de que é uma vontade do ex-prefeito Joares Ponticelli.

Decisão difícil 

Filippi: Sou grato pela lembrança de Carlos Moisés, que classifico como o melhor governador que Santa Catarina já teve. É uma honra para mim e para minha cidade. Mas é uma decisão difícil de ser tomada, porque temos muita coisa acontecendo em Pedras Grandes.

É difícil para mim abandonar isso, mesmo que tenhamos um grupo muito forte. Se fôssemos criar um grupo para antagonizar com o Sorattinho, tendo o apoio do Joares e do Moisés, e conseguíssemos trazer os interesses do PSD para esse projeto com o deputado Julio Garcia, não tenho dúvida nenhuma que temos um projeto com viabilidade.

Plano de ação 

Filippi: Tenho o projeto dos canais extravasores do Rio Tubarão. É um projeto audacioso. Meu projeto é criar um canal extravasor pela entrada de Pescaria Brava, no bairro de Laranjeiras, antes de chegar na ponte de Cabeçuda, para que pudéssemos ter uma alternativa para tirar no mínimo 50% da vazão da bacia toda e jogar temporariamente lá. Isso só tem sentido se criar um sistema de comportas perto da antiga ponte e transformar a área em uma grande piscina.

A redragagem do Rio Tubarão não vai resolver o problema das enchentes, porque o problema está na foz, em Laguna, que não tem vazão suficiente. Faz 20 anos que estou discutindo isso. A gente debate também uma ligação com a Rua Altamiro Guimarães para ter uma entrada panorâmica para Tubarão e ali criar um paço municipal nessa área e um grande parque.

Elogio a Moisés 

Filippi: Moisés é disparado o melhor governador que o Estado já teve. Foi uma política muito inteligente que criou um novo momento para o Estado, totalmente apagado agora, porque o atual governador já está pensando na eleição de 2026 em vez de tratar de governar Santa Catarina. Quando Soratto foi alçado ao cargo de secretário da Casa Civil ficamos animados, porque pensamos que iria nos ajudar a liberar os recursos e terminar as obras paradas na região, mas foi o contrário. Não conseguimos terminar nem a Rua dos Ferroviários, em Tubarão. É uma vergonha.

Oposição a Jorginho Mello 

Filippi: Moisés arrumou um problema bom para mim. Sou um antagonista desse governo atrasado que se instalou em Santa Catarina. Desde o começo provei isso quando entrei com ação na justiça e quando disse a um assessor do Soratto que não se faz política jogando ficha partidária em cima da mesa. É preciso respeitar quem está eleito. Eu não faria isso por dinheiro nenhum. Não acho certo que um governo se comporte dessa forma.

Críticas aos deputados Soratto e Weber 

Filippi: Soratto quer ser prefeito de Tubarão, até agora, sem apresentar nenhuma proposta concreta. Teve a oportunidade de ajudar Tubarão e paralisou todas as obras. Para a região é pior, porque estamos entregando um mandato de deputado estadual para Joinville. E o Volnei Weber nem se fala. É um falastrão prolixo, que fala, fala, e ao final você percebe que não está dizendo nada.

Usinas de asfalto e a briga com a Câmara 

Filippi: Pedras Grandes é o primeiro município da Amurel a ter usina de asfalto própria. A decisão dos prefeitos do CIM-Amurel foi instalar a usina da Amurel em Gravatal. As pessoas se mobilizaram e não quiseram. Ofereci um terreno temporariamente, mas já pensando na possibilidade de ela ficar aqui definitivamente. Temos o precedente do licenciamento ambiental da nossa usina e o fato de termos uma mineradora a 50 metros dessa usina. Eu faria a cessão da área para o consórcio. Enviei o projeto de lei para a Câmara.

Fiz uma reunião com os vereadores dentro do recesso, para explicar que o projeto fala de dois pedidos: cessão da nossa usina até a instalação da usina da Amurel e a negociação do terreno para que esta usina do consórcio fosse instalada aqui. Infelizmente, tivemos interferência negativa do deputado Volnei Weber para os interesses de Pedras Grandes, que acabou por convencer o grupo de vereadores do MDB e PL, que são meus opositores e não pensam no desenvolvimento da cidade. Até porque chegamos a uma situação de falência total do município por conta de que eles estavam fazendo a gestão. Pedi uma sessão extraordinária, mas, após reunião com o Weber, eles decidiram que isso deveria tramitar normalmente. A oposição submeteu Pedras Grandes a perder a usina da Amurel, um investimento de quase R$ 15 milhões. É uma política atrasada. Ninguém ganha voto com isso.

Rodovia da Imigração 

Filippi: Entrei com a ação para fazer valer o direito do cidadão de Pedras Grandes. Minha expectativa é que rapidamente a Câmara do TJ, responsável pelo caso, se reúna e decida definitivamente pelo pagamento dos recursos. Não vejo nenhum fato jurídico com base legal para que eles neguem o nosso pedido. Sou o primeiro prefeito a não me submeter a essa política velha que voltou para Santa Catarina através desse governador. O que o governo do Estado está fazendo, e esses que estão o apoiando, como o Soratto e o Volnei Weber, é desrespeitar não um prefeito, um contrato. Está desrespeitando a população.

Obras da Torre de Pisa 

Filippi: A obra tem orçamento de R$ 4,3 milhões. O recurso está garantido. A parte mais difícil desse empreendimento é fazer a base móvel. Depois, o restante são formas metálicas. Os itens decorativos serão feitos em fibra de vidro. Entre 30 e 40 dias já estamos fazendo o primeiro piso, aí o prédio vai começar a aparecer. A expectativa se mantém para entrega no final deste ano.




logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br