Logo Jornal

Terça-Feira, 23 de Abril de 2024




ELEIÇÕES 2024

A Amurel terá opções do Republicanos”, diz Carlos Moisés sobre eleições municipais

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

O ex-governador e presidente do Republicanos em Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, segue nos bastidores da política atuando para fortalecer a sigla no EstadoTubarão, 20/03/2024

A Amurel terá opções do Republicanos”, diz Carlos Moisés sobre eleições municipais
Foto: foto: Divulgação
-

O ex-governador e presidente do Republicanos em Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, segue nos bastidores da política atuando para fortalecer a sigla no Estado. Em entrevista à Folha Regional, Moisés fala sobre as articulações do partido na Amurel, o incentivo à participação das mulheres na política e alguns nomes que concorrerão à majoritária na região. “É fundamental que o governo reavalie suas prioridades”, diz Moisés sobre a gestão de seu sucessor.
Ele confirma que não será candidato em 2024, mas se prepara para a disputa de 2026. Confira a entrevista:

Folha Regional: Como estão as articulações para o pleito municipal deste ano? Qual a meta do Republicanos?


Carlos Moisés: Estamos trabalhando intensamente na articulação estadual do partido para que o Republicanos esteja em todas as regiões do Estado, elegendo prefeitos (as) e vereadores (as), mostrando nosso modelo de fazer política, sugerindo as melhores opções de candidatos e candidatas ao Executivo e Legislativo municipais.

Folha Regional: Em seus discursos, destaca com frequência a importância da participação das mulheres na política. O partido terá mais nomes femininos concorrendo nas eleições?

Carlos Moisés: A participação das mulheres na política é essencial, e nosso partido está comprometido em promover essa representatividade. O nosso governo obteve o maior número de mulheres no primeiro escalão na história de SC. Mulheres ocuparam pastas muito importantes, demonstrando competência, liderança e a capacidade de gerar mudanças significativas. Essa experiência reforça a importância de ampliar a voz feminina no cenário político, garantindo que suas perspectivas e habilidades contribuam para o desenvolvimento e bem-estar de nossa sociedade.
Nosso compromisso é de não usar as mulheres para cumprir cotas ou uso de fundo eleitoral, mas dar a cada uma delas o protagonismo que merecem. Apenas aqui na região contamos com pelo menos quatro mulheres disputando majoritárias, acompanhadas de uma excelente safra de candidatas ao Legislativo.

Folha Regional: Na região da Amurel, o partido pretende ter candidatos na majoritária? Quais municípios onde já existe pré-candidatura definida?

Carlos Moisés: A Amurel terá excelentes opções do Republicanos, das quais destaco as mais consolidadas: Adriana Lumma, de Imbituba; e Deise Daiana, de Laguna. O Republicanos ainda está negociando a presença na disputa ao Executivo de Imaruí e Capivari de Baixo.

Folha Regional: Em Tubarão, o partido tem apenas uma vereadora na Câmara. Quais os planos da sigla no município? Pretende ter candidato na majoritária e proporcional?

Carlos Moisés: A vereadora Luciane Tokarski fez uma excelente representação do Republicanos em sua passagem pelo Legislativo. Estamos trabalhando para apresentarmos um bom time com disposição de trabalhar pelos tubaronenses.


Folha Regional: A vereadora Luciane Tokarski seria um nome para concorrer à prefeitura? Há possibilidade de firmar coligações?

Carlos Moisés: A Luciane teria todo o nosso apoio para entrar nessa disputa. Essa é uma decisão dela. Mas também estamos conversando com outros grupos e avaliando o melhor cenário eleitoral, e especialmente o melhor para a cidade.

Folha Regional: Em Laguna, o partido lançou recentemente a pré-candidatura da vereadora Deise Daiana como nome à prefeitura. Como foi a articulação para trazê-la do MDB? O partido disputará as eleições na cidade em chapa pura ou há possibilidade de coligações? Como está a preparação para a disputa eleitoral?

Carlos Moisés: Temos muito serviço prestado na região, e Laguna não ficou de fora dos investimentos que mudaram a realidade das cidades catarinenses. Não à toa no primeiro turno, mesmo não sendo o candidato da onda, os lagunenses me retribuíram com mais de 50% da votação na cidade. Em Laguna temos a vereadora Deise, que teve uma vida pública sempre fiel a um só partido, mas se identificou com nosso jeito de fazer política e também com as ideias do Republicanos.
Muitos partidos não gostam de dar espaço para as mulheres, já o 10 quer fazer a primeira governante mulher na terra de Anita Garibaldi. Para tanto, estamos fazendo várias conversas com outros grupos também interessados em construir uma cidade melhor.

Folha Regional: Além de Tubarão e Laguna, o Republicanos pretende ter filiações em outros municípios da região? Haverá algum evento de filiações nos próximos dias?

Carlos Moisés: Estamos programando filiações em várias cidades do Estado, e na região também iremos promover lançamentos de pré-candidaturas e novas adesões. As filiações estão sendo feitas e tenho certeza de que o Republicanos irá apresentar as melhores opções aos catarinenses da nossa região.

Folha Regional: Há algumas semanas, uma declaração sua indicando o nome do prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Filippi, para concorrer a prefeito em Tubarão causou debate no meio político. O que o motivou a fazer essa menção?

Carlos Moisés: O Agnaldo é um prefeito realizador. Muitas pessoas pediram seu nome para construção dessa opção para Tubarão, visto o vínculo que tem com a Cidade Azul. Porém, mesmo preparado para o desafio, ele preferiu completar o belo trabalho que vem fazendo por Pedras Grandes. A cidade precisa de um prefeito combativo como o Agnaldo para exigir a continuidade das obras que começamos lá, mas que o atual governo travou.
Agnaldo foi para o embate judicial e levou a melhor. Agora precisa terminar e deixar completo este grande legado para as próximas gerações.


Folha Regional: Seu nome também era mencionado como pré-candidato a prefeito em Tubarão até algumas semanas. Há ainda essa possibilidade? Pretende ser candidato este ano? Caso não, quais suas metas na carreira política?

Carlos Moisés: Não sou candidato em 2024. Fui muito requisitado, porém, elegi como prioridade me dedicar na construção do partido, o que como candidato ficaria impossibilitado.
Em 2026 certamente irei estar à disposição dos catarinenses. A qual cargo, a gente ainda irá construir, olhando para o cenário político e para a necessidade da população, apresentando assim uma opção.

Folha Regional: Na região, algumas obras iniciadas na sua gestão como governador seguem com entraves, como a pavimentação da Rodovia Ageu Medeiros, entre Tubarão e Laguna, e a Ponte do Pontal. Como o senhor avalia esses atrasos? Qual sua opinião sobre a atuação do atual governador diante destas demandas da região?

Carlos Moisés: Lamento profundamente os atrasos e a aparente despriorização das obras iniciadas durante o nosso governo, como a pavimentação da Rodovia Ageu Medeiros, entre Tubarão e Laguna, e a construção da Ponte do Pontal. É triste ver que no atual governo essas iniciativas cruciais para o desenvolvimento regional e a melhoria da qualidade de vida da população estão sendo negligenciadas. Parece que questões político-partidárias têm sido colocadas em primeiro plano, em detrimento das reais necessidades dos cidadãos que dependem dessas obras para o dia a dia.
A atuação do atual governo diante dessas demandas é preocupante, pois reflete uma falta de compromisso com a continuidade de projetos essenciais para a região. É fundamental que o governo reavalie suas prioridades e retome essas obras com a urgência que elas requerem, colocando o bem-estar da população acima de interesses políticos.​

logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br