Sebrae/SC lança projeto que vai fortalecer o ecossistema de inovação em Santa Catarina

Com o objetivo de estimular o empreendedorismo e fomentar e fortalecer o ecossistema de inovação nos municípios de Santa Catarina, o Sebrae/SC lança o Projeto para Planejamento de Ecossistema Local de Inovação (ELI), que poderá ser desenvolvido em diversas cidades catarinenses. A metodologia do projeto busca atuar de forma estruturada nas regiões, para que elas consigam realizar a gestão e monitoramento dos ecossistemas de inovação por níveis de maturidade.

A iniciativa surgiu ao ser identificada a importância de adotar estratégias de atuação relacionadas ao grau de maturidade do ecossistema, ao desenvolver esforços de estimular, gerar e consolidar empresas inovadoras. A metodologia promove ações planejadas e integradas, para que os resultados sejam maximizados e se reduza o tempo de consolidação de empresas inovadoras.

As primeiras reuniões serão realizadas no início de novembro, nas cidades de Joinville e Florianópolis. No dia 30 de novembro, haverá o primeiro workshop da metodologia para os parceiros de Florianópolis.

Wanderley Andrade, gerente regional do Sebrae na Grande Florianópolis, ressalta a importância do projeto "Temos um ecossistema de inovação muito forte em Santa Catarina, e um projeto como este só vem para somar e qualificar ainda mais as empresas catarinenses, que buscam colaborar para um ecossistema cada vez mais empreendedor e inovador, além de contribuir para o desenvolvimento econômico de Florianópolis", disse.

Entre os objetivos do planejamento do Ecossistema de Inovação: Priorizar os setores produtivos tecnológicos estratégicos para o ecossistema de inovação; Elaborar um mapa de atores estratégicos para o ecossistema; Caracterizar a maturidade do ecossistema e das integrantes das vertentes do ecossistema; Identificar pontos fortes e fracos do ecossistema de inovação; Mobilizar os atores locais de CT&I com vistas à formação grupos de trabalho para fortalecer a governança do ecossistema; Estruturar um plano de ação para o ecossistema, com a participação dos atores locais considerando a priorização de estratégias; Consolidar o planejamento dos ecossistemas e seus setores prioritários e apontar potenciais projetos estruturantes.

"Nosso principal objetivo com este projeto é apoiar o ecossistema de inovação com ações que estimulem o empreendedorismo, permitam a geração de novas empresas, apoiem o seu crescimento e as ajudem a se tornarem cada vez mais competitivas, em todos os níveis de maturidade. O município de Florianópolis conta com um importante ecossistema de inovação, com dezenas de mecanismos de suporte à inovação, e não temos dúvida de que o planejamento do Ecossistema Local de Inovação contribuirá ainda mais para o sucesso da cidade e de outros municípios catarinenses", afirma o gestor estadual do programa em Santa Catarina, Roberto Tavares.


Etapas da implantação da metodologia

A aplicação da Metodologia de identificação do nível de maturidade, planejamento e monitoramento do ecossistema de inovação está estruturada em 7 etapas:

Etapa de Caracterização do Ecossistema de Inovação

Etapa Nível de Maturidade do Ecossistema de Inovação

Etapa Identificação dos Pontos de Melhoria

Etapa Plano de Intervenção

Etapa Organização da Intervenção

Etapa Atuação Conjunta dos Atores

Etapa Monitoramento do Ecossistema






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br