gás natural

Reajuste de gás natural anunciado pela Petrobras não afeta SC imediatamente

Tarifa é regulada no Estado e varia apenas duas vezes ao ano; próximo reajuste será em julho

Fernanda Kleinebing | Agência Adjori/SC de jornalismo
Foto: Divulgação/SCGás

O reajuste do preço do gás natural em 19% anunciado nesta sexta-feira (29) pela Petrobras não terá efeito imediato em Santa Catarina. No estado, a tarifa é regulada pela ARESC e varia apenas duas vezes ao ano, em janeiro e julho. Isso significa que o próximo reajuste anunciado pela Agência Reguladora passará a valer somente a partir de 1º de julho. A tarifa é composta, entre outras coisas, pelo preço do gás pago ao supridor, que é, majoritariamente, a Petrobras. O último reajuste, de 24%, foi em janeiro deste ano.

O insumo é utilizado em residências, comércios, indústrias e em veículos que utilizam GNV (gás natural veicular). Ao todo, mais de 19 mil consumidores diretos utilizam o combustível, além dos mais de 120 mil consumidores indiretos. No setor industrial, por exemplo, as indústrias usuárias de gás natural são responsáveis por 50% do PIB industrial catarinense. 



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br