Logo Jornal

Sexta-Feira, 21 de Junho de 2024




AUTISMO EM PAUTA

Emprego Apoiado: APOIE ESSA CAUSA!

Visite nossa rede social @rcnonline_sc

Por Adair Alexandre Pimentel

Emprego Apoiado: APOIE ESSA CAUSA!
Foto:
- Jeane Silva Hamann

Na coluna desta semana vamos falar sobre o Emprego Apoiado e, para isso, convidamos a Administradora e Comunicadora Social Jeane C. Silva Hamann, uma mãe atípica, que está preocupada em incluir pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Para nossa colaboradora, o Emprego Apoiado é uma metodologia individualizada e focada nas capacidades de cada pessoa, disponibilizando apoio necessário para a condução dos seus projetos de vida e atuando de forma significativa para a valorização e reconhecimento das pessoas com deficiência na comunidade.

Jeane afirma que o Emprego Apoiado parte do princípio de superação da prática das oficinas protegidas; para que, de fato, a inclusão no mercado de trabalho aconteça, proporcionando autonomia, dignidade e independência à pessoa com deficiência.

Para ela, um aspecto importante para o sucesso dessa metodologia é a presença do consultor de emprego apoiado; esse profissional, percorre o caminho oposto das contratações regulares. Primeiro o perfil do candidato é mapeado e então inicia-se a procura pela vaga; após encontrar esse perfil, o candidato é treinado in loco, já com o apoio da empresa, para a função que irá desempenhar. Nesse processo é fundamental que a pessoa com deficiência, a empresa, o consultor de emprego apoiado e os tutores estejam em comunicação constante; pois mudanças na rotina, adequações físicas no ambiente e até de horários podem ser necessárias para que o candidato possa se adaptar plenamente.

Um destaque importante é o de que nem toda pessoa com deficiência precisa de um consultor de emprego apoiado, pois, muitas conseguem vagas no mercado de trabalho através de processos seletivos ou concursos, sem a necessidade de um mediador.

Nossa convidada destaca que considerando o número total de pessoas com deficiência no Brasil - 12.7 milhões, segundo o  IBGE 2018 -  percebemos o quanto é necessário dar visibilidade ao Emprego Apoiado; afinal, existem muitas pessoas com alguma deficiência, mas que podem desempenhar funções importantes com plenitude no mercado de trabalho.

Segundo Jeane: “O poder público precisa olhar para estes números e realizar políticas públicas de capacitação e inclusão de pessoas no mercado de trabalho. Trabalho traz dignidade, autonomia e, acima de tudo, independência”.

Quem tiver alguma dúvida sobre o Emprego Apoiado, pode fazer contato com Jeane pelo e-mail: jicasilva@yahoo.com.br

Até a próxima!

logo_rodape

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br