ARTIGOS

Artigos

O tamanho e abrangência das Redes Sociais em 2021

Uma nova tendência está transformando as Redes Sociais em Plataformas Sociais e isso tem refletido nos números de usuários e eventos suportados

Quando nós falamos em Facebook (agora Meta) vem a nossa mente a maior rede social (termo que já precisa para ser atualizado para Plataformas Sociais, uma vez que elas permitem não somente mensagens, mas também a troca de vídeo, som, imagem. integrando serviços de diferentes redes sociais) do mundo com mais 2,9 bilhões de usuários, mas não imaginamos que a maior base de usuários ativos se encontra na Índia com mais de 350 milhões de usuários ativos, vencendo o Estados Unidos com aproximadamente 190 milhões.

Esses números e outros pontos interessantes foram apresentados recentemente no artigo Ranked: The World's Most Popular Social Networks, and Who Owns Them do site VisualCapitalist.com

Antes de se analisar os números é necessário levar em consideração que várias dessas redes têm limitações para atuar em diferentes regiões do globo, como o Facebook, que não pode operar na China, Síria e Irã. Durante o governo Trump aconteceram tentativas de se limitar conteúdo de redes baseadas na China, como o TikTok.

Analisando individualmente, vemos que as 5 primeiras (Facebook, Youtube, Whatsapp, Messenger e Instagram) estão baseados nos Estados Unidos com aproximadamente 10,3 bilhões de usuários ativos, seguidos de Wechat, Kuaishou, TikTok e Qzone que estão na China, com aproximadamente 3,8 bilhões de usuários. Vale o destaque também para o Telegram (sediado em Dubai) que está inserido no meio dessa lista em 9º lugar (600 milhões de usuários ativos).

Quando essas redes são agrupadas por plataformas controladoras, os números impressionam ainda mais, pois vemos que três empresas controlam aproximadamente 12,2 bilhões de usuários ativos:

Meta (Estados Unidos) - Facebook, Instagram, Messenger e Whatsapp: 7,5 bilhões de usuários
Tencent (China) - WeChat, Qzone e QQ: 2,4 bilhões
Alphabet - (Estados Unidos) - Youtube: 2,3 bilhões

Uma das plataformas mais populares no Brasil, o Whatsapp possui cerca de 108 milhões de usuários baseados no país. Mesmo quando comparado com os 390 milhões da Índia os números chamam atenção.

Uma das gigantes digitais, a Microsoft (Linkedin, Skype e Teams) tem números mais modestos que seus concorrentes (880 milhões de usuários), mas é preciso levar em consideração que essas plataformas têm um foco mais especializado no mercado corporativo.

Não é somente a quantidade de usuários que assusta quando avaliamos essas plataformas. Segundo o mesmo site em um artigo recente, From Amazon to Zoom: What Happens in an Internet Minute In 2021?, por minuto nas redes sociais são postadas:

- 240 mil fotos no Facebook e 65 mil no Instagram;
- são feitas 5.7 milhões de procuras no Google;
- cerca de 100 mil pessoas estão conectadas no Teams;
- são gastos 237 mil dólares na Amazon;
- são postados cerca de 250 mil tweets.

Entender esses números nos ajudam a tomar maior consciência da abrangência, impacto e influência das inúmeras redes sociais no nosso dia a dia. Com a tendência de que elas sejam agrupadas de maneira a formarem Plataformas Sociais, controladas por poucas empresas, esses fatores passam a se tornar cada vez mais relevantes.

Autor: Luciano Jose da Silva. Aluno do Mestrado Profissional em Computação Aplicada da Universidade Presbiteriana Mackenzie 


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br