tecnologia

Acate divulga balanço de suas ações em 2018

18 Dezembro 2018 09:00:00

Ano foi marcado por grandes avanços da entidade e a inauguração de três novos centros de inovação

O ano de 2018 foi de grandes conquistas para a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), que inaugurou três novos centros de inovação, lançou uma pesquisa inédita sobre o ecossistema de tecnologia de Santa Catarina, abriu um escritório em Boston e conectou empreendedores do estado promovendo diversos eventos. Além disso, promoveu mudanças internas, como o lançamento de um novo portal, reeleição da diretoria e criação de novos grupos temáticos. A associação encerra 2018 com a intenção de impactar ainda mais o ecossistema de tecnologia catarinense em 2019. Um dos grandes marcos do ano foi o lançamento do Observatório Acate, em parceria com a Fiesc, com dados extraídos pela Neoway sobre o setor de tecnologia. A partir desses números foi produzido o estudo Panorama de 2018, com informações atualizadas sobre o ecossistema catarinense e constatou que atualmente mais de 5% do PIB de Santa Catarina corresponde ao setor de tecnologia. O setor conta com 12,3 mil empresas, 16,6 mil empreendedores e aproximadamente 47 mil colaboradores em todo estado.

"Poder visualizar claramente os dados do nosso ecossistema nos ajuda a entender os desafios do setor e a entender como podemos desenvolver ações para impulsionar ainda mais o sucesso do empreendedor catarinense", comenta Daniel Leipnitz, presidente da Acate.

Neste ano a Acate, em parceria com a prefeitura de Florianópolis, também inaugurou três novos centros de inovação, que irão atuar como uma rede de apoio ao empreendedor. Além do Centro de Inovação Acate - Primavera, na SC-401, foram credenciados à Rede Municipal de Centros de Inovação o Soho, no bairro Itaguaçu; o Downtown, no Centro de Florianópolis; e o Acate Sapiens, no Norte da Ilha. Os espaços abrigam coworkings, incubadoras e aceleradoras de startups, além de receber hackathons, e eventos do ecossistema.

"Também aproveitamos o ano para seguir um dos conselhos que a gente sempre dá aos nossos empreendedores: virarmos internacionais. Abrimos, em março, um escritório em Boston, nos Estados Unidos", destaca Daniel. Um outro destaque internacional da associação foi a premiação do MIDITEC, incubadora gerida pela Acate e mantida pelo Sebrae, que foi eleita a quinta melhor do mundo pela consultoria UBI Global.

As discussões de gênero também estiveram presentes nas pautas da organização. Foi em 2018 que o Grupo Acate Mulheres foi fundado para trazer novas reflexões sobre o tema dentro do setor de tecnologia e incentivar a participação feminina na área. Pensando em fomentar o debate sobre outros desafios do empreendedorismo, a associação também lançou o grupo temático de internacionalização e investimento.

"Conectar ainda mais o ecossistema é um dos nossos objetivos como associação. O Startup Summit é um exemplo de ação que apoiamos para potencializar essa troca", explica Daniel. A primeira edição do Startup Summit foi promovida pelo Sebrae com o apoio da Acate e reuniu mais de 2 mil pessoas em dois dias de eventos. 

Para 2019 os planos são grandes. "Coparticipar da elaboração de um grande evento no estado da área da Indústria Criativa, nos aproximarmos mais das instituições parceiras, e trabalhar fortemente ainda a interiorização", explica Daniel. A diretoria reeleita neste ano planeja expandir o projeto Link Lab -  programa de inovação aberta da Acate - para outras regiões, e abrir uma nova vertical de negócio, com foco em varejo.






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br