Secretário da Infraestrutura apresenta plano de ação na Fiesc

22 Maio 2019 21:55:00

Carlos Hassler destacou os investimentos de R$ 74 milhões para manutenção das vias no estado

Foto: Filipe Scotti/Fiesc
A reunião resgatou demandas urgentes do setor de infraestrutura de Santa Catarina,

A infraestrutura de Santa Catarina deverá receber R$ 1 bilhão de investimentos. Só para a manutenção e recuperação de vias, devem ser aplicados mais de R$ 74 milhões em 2019. O plano de ação da pasta foi apresentado pelo secretário de estado de infraestrutura, Carlos Hassler, em reunião conjunta da Câmara de Transporte e Logística da FIESC e do Conselho de Infraestrutura, na sede da Federação, em Florianópolis. No encontro, que reuniu autoridades da área nesta quarta-feira (22), o diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba, Jamazi Alfredo Ziegler, também apresentou um panorama do porto.

A reunião resgatou demandas urgentes do setor de infraestrutura de Santa Catarina, em todos os modais. "Precisamos definir uma política de transporte de passageiro e carga no estado", destacou o secretário-executivo da Câmara de Transporte e Logística da FIESC, Egídio Martorano. 

Em sua exposição, o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, explicou os principais desafios da pasta e apontou os eixos focais de atuação no setor para este ano: a reestruturação da gestão; a ampliação e busca por investimentos; a manutenção do patrimônio rodoviário e a ampliação da integração entre os modais no estado.  

Entre as primeiras medidas que devem ser tomadas está a incorporação do Deinfra pela Secretaria de Infraestrutura o que, para ele, deve facilitar os processos de gestão.

Aeroportos

No setor aeroviário, para este ano, dentre os aeroportos prioritários para investimento estadual estão Chapecó, Correia Pinto e Jaguaruna. Também está previsto aprimorar as condições do aeroporto de São Miguel do Oeste.

De acordo com Hassler, o governo também prevê ações de segurança e patrulhamento das vias. Entre as iniciativas previstas para a manutenção e recuperação das rodovias, o grande destaque é o Projeto Recuperar, que deve aplicar R$ 74 milhões em 2019. "O projeto vem com a proposta de agilizar os processos de forma emergencial, ampliando a capacidade de atuação da infraestrutura".  

Os recursos a serem aplicados no setor do estado devem vir de financiamentos e formas de arrecadação como multas, percentuais de cotas de impostos, além de outras formas de investimentos. 

Outro ponto destacado por Hassler é a diversificação de transportes. "Recebemos a notícia triste que o governo federal não investirá em ferrovias em Santa Catarina. Mas estamos atrás de parceiros para conseguir recursos.

Financiamentos

À Agência Adjori de Jornalismo, Hassler revelou que o Banco Interamericano de Desenvolvimento tem grande interesse em abrir linha de crédito para investimento no setor ferroviário. O secretário lembrou porém, que o Estado precisa recuperar sua capacidade de endividamento, com o ajuste nas contas públicas." Depois disso, vamos  discutir com os agentes do setor os projetos prioritários no modal ferroviário", assinalou.  No momento, o governo do Estado  já conta com o financiamento de R$ 700 milhões do BNDES, destinados a várias áreas, inclusive à Infraestrutura, que vai priorizar o modal rodoviário.

Porto de Imbituba

No encontro desta quinta-feira, o diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba, Jamazi Alfredo Ziegler, apresentou a situação atual e as perspectivas do porto, que cresceu 16,5% de 2017 para 2018. No primeiro trimestre deste ano, a movimentação total de cargas, em toneladas, avançou 20,5% em relação ao mesmo período de 2018. "O sucesso do porto não depende só do porto, depende da gestão, de ações do governo, e até de movimentos de mercado", pontuou.

Na exposição sobre os investimentos em melhorias no porto de Imbituba, Ziegler  disse que está trabalhando na viabilidade de recuperação do cais 3, obra de grande importância para a atividade portuária. Finalizou mostrando os projetos socioambientais do empreendimento. Por três anos consecutivos , 2016, 2017 e 2018, o porto de Imbituba recebeu o Certificado de Responsabilidade Social, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina. 

Ações da Fiesc

Logo na abertura do encontro o secretário-executivo da Câmara de Transporte e Logística da Fiesc, Egídio Martorano fez detalhada exposição sobre as ações da Câmara de Transporte e Logística da Federação. Ressaltou que a Fiesc monitora todos os projetos de lei ligados ao setor de transporte em tramitação na Alesc e no Congresso Nacional. Dentre eles, o projeto do senador Jorginho Melo que prevê redução no prazo de concessão das concessionárias que atrasarem obras. Outro foco de atenção da Federação das Indústrias  é o programa de concessões do governo federal nos modais de transporte.

Ofício

Na reunião da Câmara de Transporte e Logística da Fiesc e do Conselho de Infraestrutura, também houve a discussão de apoio institucional às obras de melhorias na BR-101 do Trecho Norte e das tratativas do encaminhamento de ofícios ao TCU e à ANTT sobre o tema.  Documento deve ser assinado por entidades empresariais e lideranças políticas.

Próximo encontro

A próxima reunião do Conselho e da Câmara deverá ocorrem em 26 de junho, em Joinville. 


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br