trânsito

SC terá campanha permanente contra acidentes com motociclistas

PL que estabelece programa, de autoria da deputada Ada de Luca (MDB), foi aprovado nesta quarta (1º)

Foto: Murici Balbinot/Arquivo

O plenário da Assembleia Legislativa de SC (Alesc) aprovou nesta quarta-feira (1º) o Projeto de Lei 224/2018, de autoria da deputada Ada de Luca, que institui a campanha permanente contra acidentes com motociclistas. A parlamentar chamou a atenção ao problema social que envolve acidentes, perda de vidas, da capacidade de trabalho, ocupação de leitos, entre outros.

De 2008 a 2018, morreram 200 mil motociclistas no país. Os dados foram apurados a partir de informações do Dpvat, que é o seguro para danos causados por veículos. Pelo menos 2,5 milhões de brasileiros ficaram permanentemente inválidos para o trabalho neste mesmo período. Esse total de inválidos representa a soma da população total das oito maiores cidades de Santa Catarina. No Estado, um levantamento aponta que 40% dos acidentes nas rodovias federais envolveram motociclistas.

As vítimas, na grande maioria, são homens e tem entre 18 e 34 anos. "São pessoas em plena capacidade produtiva, mas que ficam inválidos para o trabalho", afirmou Ada. Outra preocupação é com o crescimento acentuado no número de acidentes com motos. Nos mesmos dez anos analisados, houve aumento de 72%. Os acidentes envolvendo outros meios de transporte cresceram 28%.

"Os serviços de emergência ficam sobrecarregados. Muitos leitos poderiam estar ocupados por pacientes que têm outros problemas, ainda mais agora com essa pandemia de Coronavírus", disse Ada.

A proposta foi apresentada ainda na Legislatura anterior, em setembro de 2018. Depois de diligências externas, o texto foi aprovado em todas as comissões.





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br