PSDB de Santa Catarina publica carta direcionada ao diretório nacional do partido

13 Novembro 2017 17:51:00

Lideranças catarinenses pedem a saída dos ministros que estão no governo Temer e apoio a Geraldo Alckmim como candidato à presidência da República

Foto: Assessoria PSDB

Foi divulgado no início da noite desta segunda-feira (13), o documento pedindo que o partido deixe de fazer parte do governo Michel Temer. A decisão já havia sido aprovada na convenção da sigla que aconteceu no último sábado (11), em São José. Na oportunidade, o deputado estadual Marcos Vieira foi reconduzido por aclamação à presidência estadual da legenda, devendo conduzir as decisões políticas dos tucanos catarinenses até 2019.

Na avaliação do parlamentar, chegou a hora da sigla deixar de fazer parte do governo federal, e defende que os ministros nomeados por Temer devem desocupar os cargos. Contudo, vale lembrar que a decisão definitiva sobre a saída ou a permanência de tucanos no Planalto deverá acontecer somente na convenção partidária nacional, em dezembro.

Confira abaixo a Carta na íntegra


Carta do PSDB de Santa Catarina

Reunido em sua Convenção Estadual, o PSDB de Santa Catarina, na data do dia 11 de novembro de 2017, na cidade de São José, na presença de dois mil filiados e militantes, com a participação do Diretório Estadual do PSDB de Santa Catarina, em especial, contemplada pelo Presidente Estadual, o Deputado Marcos Vieira, pelo Senador Paulo Bauer, pelo Senador Dalírio Beber, pelo deputado federal Marco Tebaldi, pela deputada federal Geovania de Sá, pelos deputados estaduais Dóia Guglielmi, Leonel Pavan, Serafim Venzon e Vicente Caropreso, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores vêm a público destacar a Carta do PSDB de Santa Catarina, alicerçada no desejo do revigoramento dos princípios do Partido da Social Democracia Brasileira, que completa 30 anos de fundação em 2018.

Este documento, com o objetivo de revitalizar compromissos históricos, se baseia nos anseios dos militantes e de filiados do PSDB de Santa Catarina, e têm como princípio fundamental uma nova ordem que esteja de acordo com a realidade exigida pela sociedade.

Em Plenária, foram elencados os itens primordiais que configuram a Carta do PSDB de Santa Catarina, quais sejam:

1 - Trabalhar e defender a unidade partidária em qualquer nível.
2 - Apresentar candidato do PSDB ao Governo de Santa Catarina na disputa eleitoral de 2018.
3 - Defender candidatura própria na disputa pela Presidência da República, nas eleições de 2018.
4 - Apoiar o nome do Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para candidato à Presidência da Republica pelo PSDB, nas eleições de 2018.
5 - Apelar à Presidência Nacional do PSDB para que atue e busque, incansavelmente, a unidade partidária em torno de um projeto próprio, nas eleições presidenciais de 2018.
6 - Apelar para que os princípios e valores que fundamentaram a criação do PSDB sejam reafirmados como compromisso de todos os filiados tucanos. E, ao mesmo tempo, somos favoráveis à toda e qualquer tipo de investigação, independente da sigla partidária a que pertença o investigado.
7 - O PSDB não pode, não deve e não terá jamais compromisso com o erro.
8 - O PSDB de Santa Catarina acredita que o partido exerceu papel fundamental na reconstrução de uma nova ordem política, social e econômica, desde a formação do Governo do atual presidente da República Michel Temer.
9 - O PSDB de Santa Catarina entende que os seus filiados que fazem parte do governo do atual presidente da República Michel Temer já cumpriram com o seu papel dentro do governo. E, por isso, solicitamos à direção nacional do PSDB que delibere pela saída destes filiados (ministros) de suas respectivas funções no governo.
10 - O PSDB de Santa Catarina tem projeto, sabe o que quer e aonde quer chegar.

São José, 11 de novembro de 2017

DEPUTADO MARCOS VIEIRA
PRESIDENTE

logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br