poder

MDB quer dividir presidência da Alesc: Nadal e Sopelsa

Foto: Reprodução

A bancada do MDB, maior da Assembleia Legislativa de SC (Alesc) com nove deputados, decidiu propor a divisão da presidência da Casa nos dois últimos anos da Legislatura entre dois parlamentares: Mauro de Nadal e Moacir Sopelsa. A divisão é uma estratégia da bancada para atender aos dois deputados, já que ambos queriam ocupar a cadeira em sucessão a Julio Garcia (PSD).

A decisão está tomada dentro do MDB, mas falta combinar com o restante das bancadas e blocos partidários. A proposta será que Mauro de Nadal ocupe o primeiro ano (2021) e, após esse período, ele e o vice-presidente renunciem para provocar novas eleições. O acordo é votar novamente para a presidência no último ano da Legislatura (2022), aí para eleger Moacir Sopelsa. 

A bancada negociará o acordo com os outros parlamentares, inclusive para ocupar as outras cadeiras na mesa diretora da Alesc. Colocar Sopelsa na vice-presidência de Nadal é encarado como inviável, já que o MDB ocuparia os dois principais postos no primeiro ano.

Os outros partidos esperavam nas últimas semanas uma decisão do MDB para formar a chapa. Com o maior número de deputados, a maior parte das bancadas assumem que o comando nos últimos dois anos deve ficar mesmo com os emedebistas. 

A prática de dividir o mandato não é nova. Na última Legislatura, Silvio Dreveck (Progressistas) e Aldo Schneider (MDB) atuaram como presidentes entre 2017 e 2018.

mais sobre:

Política Alesc


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br