poder

Jaime Ramos toma posse como novo presidente do TRE-SC

Desembargador disse que maior desafio será o combate à desinformação: 'As pessoas que criticam a urna eletrônica jamais apresentaram uma prova sequer'

Foto: Divulgação/TRE-SC

Tomou posse como novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) na noite desta quarta-feira (11) o desembargador Jaime Ramos. Ele assume o comando da Justiça Eleitoral catarinense com vistas às eleições municipais de 2020. Além dele, também tomou posse o vice-presidente do Tribunal e corregedor regional, desembargador Fernando Carioni. 

O evento marcou a despedida do ex-presidente, desembargador Cid Goulart. "De um lado, tenho a satisfação por ter a certeza de que a Corte Eleitoral estará muito bem orientada por juízes com grande experiência e, acima de tudo, compromissados com a Justiça Eleitoral. De outro, sou tomado pela nostalgia de deixar esta casa, a Justiça Eleitoral catarinense", disse. 

Para o novo mandatário, o principal desafio será desinformação. "A desinformação que capta a vontade já corrompida dos eleitores. A desinformação é a maior porcaria que existe no âmbito das campanhas eleitorais. São pessoas inescrupulosas que fazem isso. E o maior ataque está contra a própria Justiça Eleitoral, contra as urnas eletrônicas", disse. 

Ramos preferiu não comentar pessoalmente o episódio em que o presidente Jair Bolsonaro afirmou ter provas de que foi eleito em primeiro turno, mas afirmou que "não há qualquer mecanismo que possibilite qualquer fraude na urna eletrônica". Além disso, disse que idoneidade do processo eleitoral está aberto para qualquer cidadão conferir. "As pessoas que criticam a urna eletrônica jamais apresentaram uma prova sequer". 

Para as eleições de 2020, o novo presidente falou que o Tribunal já está substituindo urnas velhas pelos novos modelos e estará atenta à aplicação da Lei da Ficha Limpa. "Nosso desejo é dar continuidade ao trabalho dos presidentes anteriores, mas também incrementar os serviços que possam trazer melhorias à estrutura do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina e assim poder atender melhor os nossos eleitores e todos os usuários da Justiça Eleitoral", afirmou. 

Santa Catarina está atualmente com 81,6% de cobertura biométrica dos eleitores. O Estado tem a quinta pior colocação do país, atrás apenas do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, e Minas Gerais. Em 177 dos 295 municípios já é obrigatório a identificação por digitais. Nos outros 118, a identificação é mista. 

"Quero dizer aos eleitores que ainda não fizeram a biometria onde é obrigatória, que vão fazer, porque os seus títulos serão cancelados", disse. O prazo é 6 de maio. 



Jaime Ramos toma posse em cerimônia no Tribunal de Justiça de Santa Catarina.      Foto: Divulgação/TRE-SC




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br