poder

Impeachment: Governo de SC manda pagar equivalência aos procuradores

Foto: Secom

O secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, determinou na semana passada que a Diretoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (DGDP) inicie o pagamento da verba de equivalência aos procuradores do Estado. Em despacho, Tasca pede que o órgão cumpra a decisão judicial emitida pelo Grupo de Câmaras de Direito Público do Tribunal de Justiça de SC (TJSC).

O TJSC disse no último dia 25 que o pagamento da verba era legal. Após a decisão, a Associação de Procuradores do Estado de SC (Aproesc) pediu a notificação do Estado para pagamento dos valores. A expectativa é de que a equivalência represente mais de R$ 700 mil mensais.

Com a notificação do TJSC diretamente à Secretaria de Administração, a matéria nem chegou à análise do governador Carlos Moisés da Silva. O assunto embasou o primeiro processo de impeachment contra Moisés, que incluía ainda a vice-governadora Daniela Reinehr e o próprio Tasca.

A denúncia foi arquivada no último dia 27, quando o tribunal arquivou o processo por seis votos a três e uma abstenção.




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br