poder

Chefe da Casa Civil deixa o cargo

Amandio João da Silva Júnior sai do governo após divulgação de envolvimento com empresário investigado

Foto: Reprodução/Rede social

Amandio João da Silva Júnior não é mais secretário de Estado da Casa Civil. O anúncio foi feito via rede social, nesta sexta-feira (26). Ele sai após divulgação de envolvimento com um dos empresários investigados no âmbito da Operação Oxigênio, que apura a compra dos 200 respiradores da Veigamed. 

O substituto de Douglas Borba durou pouco menos de dois meses do cargo. Ele assumiu em 11 de maio, após a polêmica envolver Borba em suposta indicação pela escolha da Veigamed. 

Amandio chegou a publicar uma nota em que diz que não conversou com o empresário sobre a compra dos respiradores e que, na época, não ocupava cargo público. 

O caso virou polêmica na terça-feira (23), durante oitiva do empresário Samuel de Brito Rodovalho - amigo de Amandio. O agora ex-secretário da Casa Civil aparece junto a Rodovalho em imagem que consta nos autos da investigação.

Após a saída, o governo de SC publicou uma nota em que diz que, fora do Executivo, Amandio "pode melhor prestar seus esclarecimentos pessoais". Ele foi convocado para prestar depoimento à CPI dos respiradores na próxima terça (30).


Veja a nota na íntegra:



NOTA OFICIAL

Comunicamos a exoneração do Chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior. Com isso, o ex-secretário pode melhor prestar seus esclarecimentos pessoais perante as autoridades constituídas em relação aos fatos relacionados à sua atividade profissional desenvolvida na iniciativa privada. Agradecemos o trabalho e o empenho durante o período em que esteve à frente da Casa Civil.

Carlos Moisés da Silva

Governador do Estado de Santa Catarina

26 de junho de 2020



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br