empreendedorismo

Aumento de impostos pode elevar a informalidade, diz presidente da Fampesc

Alcides Andrade participou de sessão na Câmara que homenageou micro e pequenas empresas

Foto: Divulgação
"Mais de 60% empreendem por necessidade e um aumento de tributos seria um sério risco de aumentar muito a informalidade", disse Andrade

O presidente da Federação das Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Fampesc), Alcides Andrade, apelou aos parlamentares e ao governo federal para que mantenham o Simples Nacional sem aumento de impostos para as micro e pequenas empresas.

O pronunciamento foi feito no plenário da Câmara Federal, na sessão solene em homenagem às micro e pequenas empresas, realizada nesta quarta-feira (9). "Mais de 60% empreendem por necessidade e um aumento de tributos seria um sério risco de aumentar muito a informalidade", alertou. "O Simples não é renúncia, mas um programa de formalização, a exemplo da criação do microempreendedor individual (MEI), que formalizou cerca de 10 milhões em todo o Brasil em uma década", lembrou. 

Um dos requerentes do ato foi o deputado catarinense Darci de Matos. Também esteve presente o presidente da Comissão Mista da Micro e Pequena Empresa, senador Jorginho Mello, além de diversas lideranças do segmento no Estado. O dia nacional da micro e pequena empresa foi neste sábado (5).





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br