poder sc

Poder SC 001 - Um prenúncio à CPI

Foto: Solon Soares/Agência AL

Um prenúncio à CPI

Na última segunda-feira (10), a Assembleia Legislativa de SC (Alesc) recebeu o sétimo pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés da Silva. Este, assinado por um grupo de advogados, profissionais liberais e empresários. O texto aponta indícios para oito crimes de responsabilidade supostamente cometidos pelo governador, citando o caso dos respiradores, do hospital de campanha de Itajaí, da equiparação do subsídio dos procuradores, da retirada da reforma da Previdência, entre outros fatores. A peça inclui ainda a acusação de que Moisés mentiu à CPI dos respiradores e traz uma série de irregularidades durante a compra dos equipamentos. É uma espécie de repositório dos erros e polêmicas do governo. Não deixa de ser um prenúncio do que virá no relatório da CPI. Além disso, a suposta mentira deve embasar um novo pedido de impeachment, desta vez pela Comissão. O oitavo. 


Renúncia O presidente da Fecam, Orildo Antônio Severgnini, renunciou ao cargo na quinta-feira (13) após ser preso no âmbito da operação Et Pater Filium, do Ministério Público e da Polícia Civil, que investiga crimes de organização criminosa voltada para a prática de corrupção, fraude e lavagem de dinheiro. Ele é prefeito de Major Vieira. 


LDO aprovada

Na última terça-feira (11), o plenário da Alesc aprovou o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2021. Nos destaques, os parlamentares rejeitaram uma emenda que previa revisão de benefícios fiscais no ano que vem. Além disso, a LDO traz novidades nas regras para emendas parlamentares. Em vez de 35 serão 60 por deputado, com um valor mínimo de R$ 100 mil. Outra mudança é a retirada de parte das obrigações com saúde e educação. Em vez de 25% obrigatórios para cada área, serão apenas 20%. Isso "libera" cerca de R$ 28 milhões para atendimento a outras demandas. 


O autor da emenda, deputado Marcos Vieira (PSDB), diz que a medida é importante para contemplar projetos de segurança pública, infraestrutura e agricultura. Segundo ele, existe uma demanda muito forte pela aquisição de câmeras de videomonitoramento para a PM. Além disso, a liberação pode render mais recursos para manutenção de rodovias. 


 

A coluna Poder SC é um produto da Agência Adjori/SC de Jornalismo iniciado em agosto de 2020. Atualmente, a veiculação acontece em mais de 20 jornais associados em todas as microrregiões de Santa Catarina. A coluna traz conteúdos relevantes da política estadual e dos poderes constituídos. 





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br