PELO ESTADO
Notícias e reportagens publicadas em jornais de todo o Estado
pelo estado

Atenção ao gasoduto!

Atenção ao gasoduto!

O número de casos de interferência externa nos gasodutos da SCGÁS teve crescimento significativo nos últimos três anos: no período de 2014 a 2016 foram registradas seis ocorrências. De 2017 até agosto de 2019 este número subiu para um total de 14 ocorrências. As situações mais frequentes aconteceram em escavações vinculadas a obras de duplicação de rodovias e de implantação e consertos das redes de água e esgoto. A SCGÁS disponibiliza o 0800-48-5050 para atendimento de emergências, de solicitações de clientes e da comunidade pelo. O serviço funciona 24 horas por dia. Nessas situações, as equipes técnicas são alocadas em até 60 minutos em qualquer ponto da rede de distribuição em Santa Catarina. 

Em eventuais rompimentos de gasoduto, o fornecimento de gás natural é suspenso até que o reparo seja executado, garantindo a segurança do atendimento no local das ocorrências. A SCGÁS realiza ações preventivas com prefeituras, empresas de saneamento e empreiteiras que realizam obras no subsolo para evitar problemas de interferência nas regiões por onde a rede de gás natural passa. "O objetivo é transmitir o cuidado necessário na execução de escavações próximas aos gasodutos e orientar profissionais de obras a reconhecerem sinalizações para mitigar os riscos envolvidos nessas atividades", explica o assessor de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da SCGÁS, Juarez Lippi. 

A companhia também disponibiliza equipes para acompanhamento de obras de terceiros nas proximidades da rede de gás. O serviço pode ser solicitado gratuitamente através do telefone 0800-48-5050. "A SCGÁS solicita que todas as obras com necessidade de escavações nos municípios que tenham rede de distribuição de gás natural implantada sejam comunicadas através do 0800-48-5050, não há custo nestas solicitações e nos acompanhamentos de obra. As nossas equipes estão preparadas para prestar todas as informações sobre os gasodutos e, quando necessário, realizamos os devidos acompanhamentos presenciais para que os riscos sejam mitigados", ressalta o gerente de Operações da SCGÁS, Gustavo Nunes Becker. 


Bônus por economia 



A Celesc lançou na quinta-feira (10) mais duas edições de programas de eficiência energética que vão beneficiar 29 mil famílias. Com investimento de R$ 41 milhões, a empresa vai realizar a troca de refrigeradores, freezers, chuveiros, condicionadores de ar e lâmpadas de baixa eficiência por modelos novos. O programa Bônus Eficiente acontece desde 2013 e chegou à sexta edição. Este ano, a empresa vai destinar R$ 23,3 milhões para custear 50% do valor de eletrodomésticos. Para participar do programa, o consumidor precisa ser cliente e estar em dia com a Celesc. Serão substituídos 16 mil eletrodomésticos. Outro programa em execução é o Sou Legal Tô Ligado. O projeto é voltado para famílias de baixa renda e os beneficiados serão escolhidos em parceria pela Celesc, CRAS, e prefeituras de 40 cidades contempladas. Serão 13 mil famílias atendidas sem contrapartida do consumidor. O investimento é de R$ 17,9 milhões.


Trabalho de presos A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) apresentou nesta semana projeto de lei para garantir que o trabalho interno de presos, independentemente do regime de cumprimento de pena, não esteja sujeito à legislação trabalhista. De acordo com o Infopen (Informações Penitenciárias), das 726 mil pessoas presas hoje no Brasil, 127.514 trabalham (17,54%). Em Santa Catarina, 6.731 apenados (31,22%) exercem atividade laboral dentro das unidades.


A Lei de Execuções Penais em vigor já estabelece essa regra. No entanto, uma parcela da jurisprudência trabalhista tem interpretado de outra forma, colocando em risco os contratos com empresas. "Precisamos garantir o trabalho dos reeducandos dentro das unidades prisionais e penitenciárias, estimulando o processo de ressocialização, auxiliando no sustento das famílias e no processo de capacitação para inserção no mercado de trabalho", destaca Carmen Zanotto, que receia prejuízo para iniciativas que geram trabalho e renda para essa população. 


Trabalho Na próxima quarta-feira (16), o LIDE-SC e a Bertol Sociedade de Advogados promovem debate com o tema Terceirização à luz da Reforma Trabalhista e os impactos nas empresas. Marcado para as 19 horas, o evento terá a presença de Oscar Krost, professor, juiz do Trabalho (TRT da 12ª Região-SC) e membro do Instituto de Pesquisas e Estudos Avançados da Magistratura e do Ministério Público do Trabalho. 


Investigação criminal A Associação dos Delegados de Polícia (Adepol-SC) vai realizar seminário com o tema A Investigação Criminal na Era da Informação. O evento tem como finalidade apresentar os novos recursos, instrumentos e meios de investigação criminal empregados na presente era, de tecnologia e informação. Também serão compartilhadas experiências investigatórias. O evento está marcado para os dias 22 e 23, na sede da entidade, em Florianópolis. Inscrições podem ser feitas no site adepolsc.org.br. Vagas para associados e limitadas.





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br