eleições 2018

Adjori/SC entrega carta 'SC dos próximos 30 anos' ao candidato Comandante Moisés

23 Agosto 2018 16:00:00

Representante do PSL foi o terceiro a receber o documento em uma série que irá contemplar todos os candidatos ao governo do Estado

Foto: Murici Balbinot
"A falta de um conteúdo programático para a gestão pública é o que tem levado o cidadão a penar", disse o candidato

O presidente da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC), Miguel Ângelo Gobbi, entregou a carta 'SC dos próximos 30 anos' ao candidato ao governo do Estado pelo Partido Social Liberal (PSL) Comandante Moisés, na tarde desta quinta-feira (23). O documento, elaborado pela Associação e pela Agência de Inovação e Empreendedorismo da Unisul (Agetec), em parceria com outras entidades do Estado, reúne propostas e sugestões para o desenvolvimento de Santa Catarina para o futuro, com o protagonismo do poder público municipal. A entrega da carta faz parte de um cronograma da Adjori/SC que contempla todos os candidatos ao executivo estadual durante suas respectivas campanhas. 

"É uma grande satisfação estar recebendo da Adjori/SC esta carta. Entendemos que a gestão pública, a governança, tem que ser suprapartidária. Eu nunca me filiei a partido político anteriormente a esse momento. Pretendemos dar continuidade ao que os governos fizeram que seja bom, e projetar futuro para o Estado de Santa Catarina para aqueles que nos sucederem no governo nas futuras gerações.", disse o candidato. Ele participou do encontro acompanhado do companheiro de partido e candidato ao Senado, Lucas Esmeraldino.

Para Moisés, a falta de planejamento é um fator chave para a ineficiência do poder público. "A falta de um conteúdo programático para a gestão pública é que tem levado o cidadão a penar em todas as filas de hospitais, na qualidade da segurança, no Brasil afora. Não temos conteúdos programáticos, projetos com execução e continuidade daquilo que é bom para o cidadão. O governante, em geral, com grandes blocos partidários agrega as pessoas ao Estado, seus correligionários, e não vê a gestão pública para os fins para o qual o Estado foi criado: saúde, segurança, educação, fomento à iniciativa privada e o desenvolvimento da tecnologia para o bem comum", criticou. 

Durante o evento, o presidente Miguel Gobbi destacou a importância dos municípios no processo de desenvolvimento do país. Para ele, as cidades são o ponto inicial de mudança e o caminho possível para transformar a sociedade. "As coisas acontecem no município, para depois ganhar o Estado e o país", disse. Gobbi falou também da força com que os jornais do interior conseguem atingir as regiões do Estado, promovendo integração e promoção da cultura local.

A Carta 'SC dos próximos 30 anos' foi assinada pelo presidente da Federação do Comércio (Fecomércio/SC), Bruno Breithaupt; pelo então presidente da Federação de Indústrias (Fiesc), Gluaco José Côrte, pelo presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), Ivan Tauffer; pelo presidente da Federação de Agricultura e Pecuária (Faesc), José Zeferino Pedrozo; pela vice-presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Sissi Blind; pelo presidente da Federação das Associações Empresariais (Facisc), Jonny Zulauf; pelo presidente da Associação dos Diários do Interior (ADI/SC), Àmer Felix Ribeiro; além do presidente da Adjori/SC, Miguel Ângelo Gobbi. O documento foi assinado também pelo ministro do Turismo, o catarinense Vinicius Lummertz.

O candidato Comandante Moisés foi o terceiro concorrente ao governo estadual a receber a carta 'SC dos próximos 30 anos'. A entidade já realizou atos semelhantes com os candidatos Décio Lima (PT) e Rogério Portanova (REDE). A entrega para os outros seis candidatos deve acontecer nas próximas semanas. 

Leia na íntegra a carta 'SC dos próximos 30 anos

Imagens



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br