mapa de risco

SC tem 12 regiões em risco grave e quatro em risco alto

Boletim atualizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta quinta-feira (8) aponta que Santa Catarina tem 12 regiões em risco grave e quatro em risco considerado alto para a Covid-19. A situação piorou em relação à última semana.

A única região que registrou variação foi a Foz do Rio Itajaí, que passou de risco alto (amarelo) para grave (laranja). O motivo foi o aumento no número de casos confirmados. 

Além desta, também estão com risco grave a Grande Florianópolis, o Extremo-Sul, o Extremo-Oeste, Carbonífera, Laguna, Nordeste, Planalto Norte, Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Meio-Oeste e Alto Uruguai Catarinense.

Estão com risco alto (amarelo), as regiões Oeste, Xanxerê, Serra e Médio Vale do Itajaí.

Nenhuma região foi considerada com risco gravíssimo (vermelho), mas o Planalto Norte e a região Nordeste tiveram nota muito próxima desta classificação. 

O mapa baliza as liberações que serão feitas no Estado. A educação, por exemplo, só pode voltar em regiões que apresentem risco alto (amarelo) ou moderado (azul). Além disso, uma situação mais controlada também permite a realização de eventos e outras atividades. 

A publicação desta semana coloca as regiões Carbonífera, Extremo-Sul e Laguna em alerta pelo aumento no número de óbitos. Além disso, aponta que o Alto Uruguai Catarinense e Grande Florianópolis registraram elevação no número de casos ativos. 




Reprodução








logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br