Isolamento

SC registrou o sétimo pior isolamento social do país nesta terça (4)

Índice ficou em 36,5% e contrastou com o domingo (2), quando o Estado teve o melhor resultado do Brasil

Foto: Murici Balbinot

Segundo levantamento realizado pela empresa In Loco, que monitora a movimentação de smartphones, Santa Catarina registrou um índice de isolamento social de 36,5% nesta terça-feira (4), o sétimo pior resultado do país. O percentual representa uma queda em relação aos 37% registrados na segunda-feira (3). 

Existe uma disparidade de isolamento entre dias úteis e finais de semana. No sábado (1º), o isolamento no Estado estava em 41,4%, quinto melhor do país. Já no domingo (2), Santa Catarina teve o maior índice de isolamento social do Brasil, com 50,2%.

Atualmente, a maior parte das atividades econômicas como comércio e indústria já estão liberadas no Estado. Já a concentração e a permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças e praias, mais comuns em finais de semana, estão proibidas nas 12 regiões onde o risco de propagação da Covid-19 era considerado gravíssimo na último semana.

Em todos os domingos de julho, Santa Catarina teve um índice de isolamento social maior que 50%, acima da média nacional de 48,6%. O pico neste último mês no Estado foi registrado no dia 26, quando o índice chegou a 54,2%.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, caso o índice de isolamento social continue baixo Santa Catarina pode chegar a 3 mil mortes pela doença ainda em agosto. 

"Se as pessoas não entenderem que precisam seguir regramento, distanciamento social, uso de máscaras e tudo aquilo que a gente tem orientado desde o primeiro dia, nós provavelmente chegaremos a esse número sim lá no final de agosto", destacou.


Leia mais:

>>> Cai para oito o número de regiões classificadas com risco gravíssimo em SC





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br