Ciclone

Programa oferece subsídios para agricultores atingidos por ciclone

Subsídio da Secretaria de Agricultura permitirá empréstimos a juro zero pelo Pronaf

Foto: Divulgação/SAR

Agricultores familiares e pescadores artesanais atingidos pelo ciclone bomba contarão com subsídios da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR) para minimizar os prejuízos causados pela tempestade. Por meio do programa Menos Juros Recupera SC, a SAR irá subsidiar até 4% dos juros anuais em financiamentos do Plano Safra.

O programa Menos Juros Recupera SC subsidia juros por um período de até oitos anos. No total, a subvenção pela Secretaria poderá alavancar até R$ 20 milhões em investimentos no setor agrícola. O limite de crédito por unidade de produção familiar é de R$ 40 mil.

"Dentro do Plano Safra, existem vários linhas de crédito, como a do Pronaf [Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar], por exemplo, que tem juros de 2,75% e 4% ao ano. Assim, se a captação do financiamento for via Pronaf, o agricultor não vai pagar juros", explicou o coordenador do Programa Políticas Públicas da Epagri, Hoilson Fogolari.

Qualquer atividade agrícola ou pesqueira atingida poderá se beneficiar do programa, mas a verba só pode ser investida na recuperação de itens da cadeia produtiva (pomares, galpões, barcos etc), e não na reforma das residências prejudicadas pelo vendaval. Os interessados em participar do programa devem procurar um dos escritórios municipais da Epagri. 


Prejuízos

De acordo com um relatório preliminar divulgado pela Epagri, os prejuízos causados pela tempestade em Santa Catarina passam de R$ 588 milhões. Ao todo foram, 238 municípios atingidos e 1,7 mil agricultores ou pescadores que sofreram perdas.

O documento mostra que a região de Joinville teve as maiores perdas financeiras na agricultura ou pesca, com prejuízos no valor de R$ 187 milhões. Em seguida aparecem as regiões de Criciúma, Itajaí, Rio do Sul e Florianópolis. Já o município com os maiores prejuízos foi Corupá, onde as perdas chegam R$ 70 milhões. 





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br