eficiência

Programa de eficiência da Celesc vai beneficiar 29 mil famílias

Empresa vai investir R$ 41 milhões na troca de eletrodomésticos de consumidores residenciais. Veja como participar

Foto: Murici Balbinot
Venda de eletrodomésticos por 50% do valor inicia na segunda-feira (14)

A Celesc lançou na manhã desta quinta-feira (10) mais duas edições de programas de eficiência energética que vão beneficiar 29 mil famílias catarinenses. Com investimento de R$ 41 milhões, a empresa vai realizar a troca de refrigeradores, freezers, chuveiros, condicionadores de ar e lâmpadas de baixa eficiência por modelos novos. A realização de projetos sociais e de eficiência é uma determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O programa Bônus Eficiente acontece desde 2013 e chegou à sexta edição. Este ano, a empresa vai destinar R$ 23,3 milhões para custear 50% do valor de eletrodomésticos. A outra metade é paga pelo consumidor. Serão colocados à venda 10 mil refrigeradores, 2 mil freezers e 4 mil condicionadores de ar. Na compra do produto, a família recebe cinco lâmpadas LED. 

Para participar do programa, o consumidor precisar ser cliente e estar em dia com a Celesc. As vendas iniciam na próxima segunda-feira (14), às 9h, nas Lojas Colombo de todo o Estado, empresa que ganhou a licitação para operar o Bônus Eficiente este ano. As unidades também estarão disponíveis pela televenda: 0800 642 4242. Além da entrega, a loja é responsável pelo recolhimento do eletrodoméstico antigo, que será destinado a descarte correto. 

Outro programa em execução é o Sou Legal Tô Ligado. O projeto é voltado para famílias de baixa renda e os beneficiados serão escolhidos em parceria pela Celesc, CRAS, e prefeituras de 40 cidades contempladas. Neste projeto, o consumidor não arca com nenhum valor, mas precisa estar adimplente com a empresa. Serão 11 mil sistemas de trocador de calor de chuveiros, 2,5 mil refrigeradores e 44 mil lâmpadas LED. O investimento é de R$ 17,9 milhões. 

"A maior importância desses programas é tentar conscientizar o consumidor de que há necessidade de nós termos um uso consciente da energia elétrica, porque a energia elétrica é uma transferência de energia de uma outra fonte, que muitas vezes é fóssil e emite gás carbônico, por exemplo", disse o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins. 

"Nós estamos enfrentando isso não só no Brasil, mas em todo o mundo, essa conscientização a fim de que nós diminuamos esse efeitos dos gases estufa para que a gente tenha maior sustentabilidade para o planeta", afirmou. 

O Programa Bônus Eficiente destina R$ 50 de cada compra para entidades beneficentes. Ao final do projeto, a Celesc fará a doação dos recursos, como em outros anos. A empresa espera atingir R$ 800 mil. 



Cleicio Poleto Martins, presidente da Celesc, na divulgação de programas
de eficiência. Foto: Murici Balbinot









logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br