coronavírus

O regramento da educação foi muito bem construído, diz SES

Foto: Divulgação/Secom

Com a liberação da educação presencial nas redes estadual, municipal, e privada em território classificado como grave (laranja) na matriz de risco para Covid-19, a maioria das regiões de Santa Catarina poderá retomar a atividade escolar. Hoje, somente as regiões de Laguna, Xanxerê e Alto Uruguai Catarinense não têm permissão para realizar aulas presenciais por estarem avaliadas com risco gravíssimo (vermelho) para a doença

A liberação das aulas presenciais acontece em um dos piores períodos da pandemia. Nas últimas semanas, o Estado bateu seguidas vezes o número de casos ativos da doença, o que deve resultar em novas contaminações e aumento de óbitos nos próximos dias. O aumento é utilizado para condenar a abertura das escolas e baseia, inclusive, a decisão judicial que proibia a liberação do setor em regiões graves até então. 

Para a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Raquel Ribeiro Bittencourt, a abertura das escolas pode potencializar o avanço das doenças, mas se o regramento for cumprido, a escola será um lugar seguro. "Não tem nenhum lugar que você diga que não vai acontecer [contaminação]. Qualquer lugar é passível de acontecer, mas se estiver bem regrado a chance é menor", disse. 

Segundo ela, antes de liberar a educação, a SES analisou dados de países da Europa que voltaram à atividade e qual foi o impacto. Além disso, a pasta analisou artigos científicos que tratam do assunto para embasar as novas regras. Ela cita que, por exemplo, uma unidade de ensino poderá identificar um caso e agir imediatamente, com protocolos rígidos, sem interferir em outras unidades que não tenham registro da doença. 

"O regramento para a educação em Santa Catarina foi muito bem construído, além de normas aplicadas ao transporte escolar, sala de aula. Cada escola tem que ter o seu plano de contingenciamento. O município tem que ter um plano de contingenciamento. Está tudo ligado, de forma a ter uma cadeia de responsabilidade e de cuidado", acrescentou. 





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br