infraestrutura

Moisés visita obras das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Carlos Moisés da Silva visitou as obras das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, nesta sexta-feira (16), para acompanhar o andamento dos trabalhos. Moisés vistoriou as estruturas de uma embarcação, ao lado do secretário de Infraestrutura Thiago Vieira.  

As pontes têm hoje dois contratos de manutenção. O mais antigo deles foi assinado em maio de 2016 com a empresa Cejen e abrange recuperação de pilares e vigas de sustentação na parte visível da estrutura. Além disso, inclui pintura, lixamento e limpeza.

A previsão de conclusão é para julho de 2021 e o valor atual do contrato é de R$ 28,8 milhões. O percentual de execução das obras é de 57,7%.

O segundo contrato foi assinado em maio de 2020 com a empresa Teixeira Duarte - a mesma que restaurou a ponte Hercílio Luz. Esse contrato é tido como emergencial e atua na recuperação de seis blocos de concreto - três em cada ponte - na parte abaixo do espelho d'água.

Os trabalhos já estão 76,3% concluídos e a previsão é de entregar a obra em novembro de 2020. O valor do contrato é de R$ 6,9 milhões.

"Nós tivemos que fazer esse segundo contrato emergencial haja vista o risco que corriam as estruturas possibilitando até o iminente fechamento da ponte. [...] Nós não temos mais hoje risco de colapso nessa estrutura, resgatando um pouco da nossa história e também da segurança", disse o governador.

"Eram estruturas que nunca receberam uma intervenção do governo do Estado em toda a sua história. Esperavam por essa intervenção. Com uma competente equipe da Infraestrutura, juntamente com as empresas, nós conseguimos chegar a esse resultado importante para a segurança dos catarinenses", complementou.

O governador reclamou do jeito que encontrou a ponte e disse que próximas gestões não vão encontrar uma situação tão urgente e complicada como a gestão dele encontrou.


Outras ações

Segundo o secretário Vieira, a pavimentação das pontes está prevista no pacote de manutenção rodoviária da pasta. Assim, não haverá necessidade de um novo contrato, mas haverá recuperação asfáltica.

Entretanto, a Secretaria estima uma nova licitação para manutenção preventiva da estrutura das pontes. O projeto já está feito e espera o rito de tramitação burocrática para realizar a contratação. O objetivo é recuperar os demais blocos e realizar reparos de rotina. 

Além disso, a pasta estuda a implementação de transporte marítimo. A ideia é trazer o fluxo da BR-101 para o Sul da Ilha e distensionar o trânsito central. Um dos pontos levados em conta é o crescimento na movimentação no Aeroporto Hercílio Luz.

"A gente está estudando forte o sistema aquaviário. [...] Estamos em parceria com o BID, fazendo a modelagem de negócio, e o nosso compromisso é tirar as coisas do papel. Muito se falava, mas não havia sequer projeto", disse.





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br