Oeste

Fiesc defende concessão integrada de Aduana no Oeste

Segundo presidente da entidade, concessão daria vazão à demanda por serviços na fronteira

Foto: Ivan Ansolin

Nesta quinta-feira (30), o presidente da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, visitou a Aduana Integrada de Dionísio Cerqueira. Durante o encontro, Aguiar afirmou que a entidade pretende se reunir com a Secretaria da Fazenda e com exportadores e importadores para discutir uma solução para as limitações da Aduana. 

"Esperamos que brevemente haja uma concessão para que a iniciativa privada possa explorar a Aduana", destacou o presidente da Fiesc.

Segundo Aguiar, a concessão é um antigo pleito regional e que daria vazão à crescente demanda pelos serviços aduaneiros na tríplice fronteira - Santa Catarina, Paraná e a Argentina. A capacidade atual de atendimento é de 1,3 mil caminhões mensais, mas já chegou a ser de 2,2 mil. 

Também participaram do encontro o vice-presidente da Fiesc para o Extremo-Oeste, Astor Kist, e o diretor de educação e tecnologia da entidade, Fabrizio Machado Pereira. Os dirigentes foram recebidos pelo delegado da Alfândega, Valter Solon Durigon.

A visita faz parte da viagem da Fiesc às regiões Oeste e Extremo-Oeste, para discutir projetos e demandas do setor empresarial. Na quarta à noite, foi realizado um encontro com presidentes de sindicatos industriais em São Miguel do Oeste. Já na quinta, além da visita à Aduana Integrada, a comitiva esteve na Boniella Alimentos, em Guarujá do Sul, e na Móveis Incobel, em São José do Cedro.

"Santa Catarina tem uma indústria muito diversificada e isso não é diferente aqui no Extremo-Oeste. É uma realidade que dá uma sustentação econômica muito forte para a região, com vários segmentos", completou Aguiar.



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br