Em meio à pandemia, Governo manda retirar sistema de segurança em cadeias de SC

Equipamentos estão no Complexo Penitenciário do Estado, em São Pedro de Alcântara, no Presídio de Joinville e nas Penitenciárias de Chapecó e Curitibanos

Menos de um mês depois do Governo Estado suspender as visitas nas cadeias e no centro para atendimento a adolescentes infratores para evitar os riscos da pandemia do novo Coronavírus, a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) determinou que a partir de ontem (terça-feira, dia 12) fossem retirados os equipamentos e sistemas que fazem o monitoramento e controle de segurança de quatro unidades prisionais de Santa Catarina, onde estão cerca de 20% dos 23 mil presos do estado. 

A determinação, assinada na última quinta-feira (7) pelo diretor de Administração e Finanças da Secretaria, Hélvio Costa Martins, foi recebida com surpresa pela empresa Coringa Sistemas Inteligentes de Segurança, que já havia solicitado a autorização para a retirada dos equipamentos há quase três meses, no dia 14 fevereiro, e recebeu a resposta justamente num período em que as autoridades de saúde do estado adotam medidas restritivas e exigem controle máximo para evitar a propagação do novo Coronavírus, que só no sistema prisional catarinense, até o final de abril, já havia registrado três casos: de um detento, um dentista e um enfermeiro.


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br