Santa Catarina

Deputado quer indenizar militares que atuam durante a pandemia

Coronel Mocellin justifica que militares aumentaram seu custo de vida para tentar evitar o contágio

Foto: Divulgação

O deputado Coronel Mocellin (PSL) protocolou na Assembleia Legislativa de SC (Alesc) o Projeto de Lei (PL) 253/2020 que cria uma indenização para os policiais e bombeiros militares que estão atuando no enfrentamento ao Coronavírus. 

A indenização duraria enquanto Santa Catarina estiver em estado de calamidade pública por conta da pandemia. Segundo o PL, os valores recebidos não seriam incorporados aos vencimentos dos militares e nem poderiam ser utilizados como na base de cálculo para outras vantagens. 

"Os profissionais estão arcando com maiores despesas para amenizar os riscos de contaminação e transmissão a seus familiares, como aluguel de apartamento e diárias para evitar o contato. Outros gastam muito mais na compra de equipamentos de proteção devido a necessidade constante de troca", destacou Mocellin na justificativa do projeto. 

"Assim, entendo que os militares merecem ter a tranquilidade, pelo menos financeira, que poderão fornecer segurança a sua própria família enquanto trabalham em prol da sociedade durante a pandemia de Covid-19", completou.

Nos últimos dias, o número de casos de Covid-19 em militares dobrou em Santa Catarina. Preocupada com a situação, a diretoria da Associação dos Praças de SC (Aprasc) começou a realizar vistorias nos batalhões. O objetivo é verificar a situação dos batalhões quanto a questão dos equipamentos de proteção, escalas, além de um atendimento jurídico oferecido pela entidade aos associados.




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br