NORTE

Defensoria Pública de SC pede que Joinville decrete lockdown

Segundo defensor, fechamento completo por 14 dias pode diminuir contágio na cidade

Foto: Jacson Carvalho/Agora Joinville

A Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina (DPE-SC) ajuizou uma ação civil pública com pedido de liminar para que o município de Joinville decrete lockdown por pelo menos 14 dias. 

O defensor público Djoni Luiz Gilgen Benedete argumenta que é uma forma de tentar conter a pandemia, especialmente diante da existência de estudos que sugerem eficácia das medidas de isolamento e do cenário gravíssimo de transmissão na cidade, que lidera o Estado em número de mortes por Covid-19.

Na solicitação, Benedete pede "a imediata suspensão do funcionamento de atividades e serviços não essenciais (mediante a edição de Decreto Municipal, se for o caso), pelo período mínimo de 14 dias e quantas vezes forem necessárias para se tentar combater a transmissibilidade do novo Coronavírus e diminuir o número de casos confirmados, óbitos e taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19". 

"O índice de ocupação [de leitos de UTI] vem crescendo dia após dia e o município atende também pacientes de localidades vizinhas - o que deixa flagrante a situação de emergência", completou o defensor.



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br