VANDALISMO

Consórcio registrou mais de mil casos de vandalismo na iluminação pública em 2019

Prejuízos para os cofres públicos das cidades administradas pelo consórcio passam de R$ 450 mil

Conforme levantamento feito pelo Consórcio SQE LUZ, que possui contrato de manutenção com as prefeituras de Florianópolis, São José, Palhoça, Joinville, Blumenau, São Francisco do Sul e Indaial, juntas, essas cidades somaram 813 casos de lâmpadas quebradas por vandalismo e 275 furtos de cabo em 2019.

A cidade com o maior número de ocorrências foi Florianópolis. Foram 341 casos de lâmpadas quebradas e 98 de furto de cabos. Desses, em 55 ocasiões, as equipes de manutenção foram ameaçadas enquanto efetuavam os reparos. Esses danos representaram prejuízo de cerca de R$ 193 mil aos cofres públicos da Capital.

No total, foram gastos R$ 464 mil com em manutenção dessas ações de vandalismo pelo consórcio. As cidades de Indaial e São Francisco do Sul não registraram casos de vandalismo na iluminação pública durante 2019, e seguem zeradas em 2020. 

Nesta ano o consórcio registrou até fevereiro, 106 ocorrências de lâmpadas quebradas e 38 casos de furto de cabos, com ameças às equipes que prestavam manutenção. No total as cidades já tiveram que desembolsar R$ 67 mil para manutenção dos prejuízos causados por ações de vandalismo.


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br