campo

Senar/SC presta assistência técnica virtual aos produtores

Foto: Divulgação

Em tempos de isolamento social recomendado pelos órgãos de saúde, uma medida vem sendo adotado pela Federação da Agricultura e Pecuária de SC (Faesc) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) em Santa Catarina: o atendimento remoto a produtores rurais para Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) às propriedades.

Desde a segunda quinzena de março, os técnicos de campo vinculados ao Programa ATeG utilizam plataformas online, como WhatsApp e Skype, para interagirem com os produtores rurais e repassarem orientações sobre técnicas do manejo das fazendas.

Na ATeG em pecuária de corte os profissionais auxiliam os produtores a encontrarem soluções para o plantio e manejo de pastos de inverno, além do controle sanitário e nutricional dos rebanhos e do planejamento de engorda do gado. De acordo com o vice-presidente de finanças da Faesc, Antônio Marcos Pagani de Souza, que coordena o programa estadual da ATeG de pecuária e ovinocultura de corte, os técnicos também estão trabalhando a gestão das propriedades frente ao cenário econômico mundial alterado pela pandemia.

"Há a necessidade ainda maior de o produtor rural ser eficiente na gestão dos negócios para aumentar a produtividade e reduzir os gastos no momento de crise. Essas orientações também estão sendo repassadas pelos nossos técnicos", disse. "Nada substitui a presença do técnico de campo diretamente nas propriedades, customizando atendimento e atuando de forma prática. Mas essa é uma importante medida que fomenta a economia do Estado, pois não apenas estimula a produção agropecuária gerando renda, como também faz com que o comércio voltado para o setor continue aquecido", afirmou.

De acordo com a coordenadora estadual da ATeG nas cadeias de pecuária leiteira, apicultura, olericultura, piscicultura e maricultura, Paula Araújo Dias Coimbra Nunes, o atendimento virtual dá suporte e mantém o vínculo com os produtores que necessitam de acompanhamento contínuo no campo. "O trabalho no meio rural não parou e a nossa assistência técnica precisa acompanhar as atividades dos produtores para auxiliá-los na tomada de decisões, no planejamento das propriedades e nas ações práticas da produção. O atendimento virtual se tornou uma medida de apoio eficiente neste período", disse.

Segundo ela, o contato entre técnicos e produtores está sendo feito semanalmente por videochamadas, com acompanhamento de toda equipe de supervisores regionais e supervisores técnicos da ATeG.

Para o presidente do Sistema Faesc/Senar, José Zeferino Pedrozo, a medida é importante porque o momento é de cautela em todas as áreas produtivas do Estado. "Não sabemos ainda o tamanho dos impactos da pandemia e estamos atravessando um período de forte estiagem, dois fatores que deixam os produtores apreensivos. É neste momento que a assistência técnica se torna ainda mais fundamental para dar a eles suporte, segurança e conforto. É um período que exige cautela e critérios na gestão das propriedades", afirmou.



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br