oeste

Senar forma primeira turma de Técnicos em Agronegócio

Polo de São Miguel do Oeste realizou formatura de 24 novos profissionais no último sábado

O sonho de assinar o próprio projeto de gestão rural está prestes a acontecer, agora que Vanderley Rutkoski é técnico em agronegócio. Ele se formou em solenidade de colação de grau, realizada no último sábado (3), com outros 23 acadêmicos do Curso Técnico em Agronegócio da rede e-Tec em São Miguel do Oeste. O curso é ofertado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). 

Vanderley é produtor rural no município de Riqueza. Por ser um dos mobilizadores de capacitações para agricultores do município, ele já estava familiarizado com os cursos oferecidos pelo Senar/SC e, foi em uma dessas divulgações de cursos que ele resolveu se inscrever também.

"Nós somos pensadores, gestores que levam novas ideias para os agricultores no campo e devemos estar sempre por dentro da inovação. Eu já faço projetos no meu município para os agricultores então, esse curso só veio para somar ainda mais no meu trabalho. Agora formado, a expectativa é muito boa, e já pretendo fazer meu registro profissional no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (CREA-SC) para assinar, com minha rubrica, meus futuros projetos", afirma.

Buscar a inovação para o meio rural também é um dos objetivos de Sergio Luis Reckziegel. O jovem é do município de Itapiranga e cresceu no meio rural. "Depois escolhi a área de Gestão Ambiental, onde atuo, mas sempre ligado à Ciência Agrária. Então, dentro do agronegócio eu me encontrei ainda mais, e ser o orador da turma é um sentimento ótimo porque sempre que temos a oportunidade de representar a turma, seja pela passagem ao longo desses anos ou de relembrar alguns momentos, é gratificante", cita.

De acordo com Reckziegel, o curso correspondeu às suas expectativas pois, as aulas, com carga horária de 80% distância e 20% presencial, mostraram os procedimentos de gestão e de comercialização do agronegócio nos diferentes segmentos e cadeiras produtivas da agropecuária brasileira, além dos principais cases de sucesso que existem na nossa região, agregando à sua visão e formação. "Como profissional a gente já conquistou uma bagagem ao longo do curso, e sempre é um desafio. Vamos errar e acertar, mas sempre buscando a melhoria e inovação para o meio rural, esse é o nosso maior objetivo", argumenta.

Segundo o professor Leandro Simioni, a formatura desses jovens é um passo importante para a região Extremo Oeste. Ele destaca que, para trabalhar no agronegócio hoje, é preciso ter conhecimento técnico, sólido e experiência uma vez que essa área é bastante competitiva. "Tivemos uma turma muito diversa, profissionais do campo, então, a mensagem que deixo para eles é a de que temos que acreditar no agronegócio e ter essa visão sistêmica do negócio em que estamos inseridos. Jamais se acomodar", frisa.

De acordo com o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, os profissionais habilitados vão fazer a diferença no agronegócio regional. "Nós do sistema Faesc/Senar ficamos imensamente felizes em estar no Extremo Oeste participando de mais uma ação forte. Em levar, além de formação profissional rural e social, esse curso técnico em agronegócios. Um curso gratuito e direcionado para o público da área rural, pois os recursos do Senar são oriundos do agronegócio catarinense", finaliza.





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br