Sul de SC reforça demanda por infraestrutura e qualificação

14 Março 2019 11:29:00

Lideranças industriais destacam que o setor precisa de investimentos em todos os modais de transporte

Foto: Fabiano Bordignon
Visita à Inmes, indústria de máquinas e equipamentos, em Braço do Norte

Lideranças industriais do Sul catarinense reforçaram a demanda por investimentos em infraestrutura e em qualificação profissional à diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) que até sexta-feira (15) cumpre agenda na região. Nesta quarta-feira (13), o presidente da entidade, Mario Cezar de Aguiar, os executivos e o vice-presidente para o Litoral Sul, Alexsandro Cruz Barbosa, visitaram em Capivari de Baixo a empresa moveleira Kleiner Schein e em Braço do Norte a Inmes Indústria de Máquinas, o Senai e o prefeito Roberto Kuerten. A comitiva encerrou a programação em Tubarão e em seguida iniciou os compromissos em Criciúma. Acompanhados pelo vice-presidente Diomício Vidal, o grupo teve reuniões na Anjo Tintas e no Senai. À noite a agenda foi de encontros na Associação Empresarial (Acic) e com presidentes de sindicatos industriais.

Aguiar ressaltou que a melhoria da infraestrutura do estado é uma bandeira da Fiesc. A entidade tem conhecimento das demandas, mas é preciso reforçar a cobrança por investimentos. "Identificamos duas demandas importantes. Sem sombra de dúvida a questão da infraestrutura é fundamental, assim como a qualificação da força de trabalho para atender a indústria, intensificando a atuação de Sesi e Senai", disse, ao lado de Fabrizio Machado Pereira, superintendente do Sesi e diretor regional do Senai. "A agenda na região tem sido muito positiva. Estou impressionado com as empresas que temos conhecido de diversos ramos, com potencial enorme de crescimento e alta tecnologia. Santa Catarina é o estado mais industrializado do país, com uma indústria diversificada e protagonista", completou.

Proposta

Durante encontro na Unisul, na noite desta terça-feira, a Fiesc apresentou uma proposta de desenvolvimento regional para o Litoral Sul e a infraestrutura é um dos fatores contemplados. Entre as proposições da entidade na área estão a criação do novo acesso ao Porto de Imbituba, ligando diretamente à BR-101; conclusão do projeto do trecho ferroviário - Ferrovia Litorânea, Imbituba - Araquari; desativação do ramal ferroviário de carga do perímetro urbano no município de Tubarão; garantia da finalização da rodovia Ivane Fretta Moreira; construção de um pátio de triagem de caminhões no Porto de Imbituba; continuidade à obra de recuperação do molhe de abrigo no Porto; efetuar a reforma e ampliação do berço 3 e concluir as obras do molhe do Porto de Laguna. Além disso, construir terminal de cargas, ampliar o pátio de estacionamento de aeronaves e realizar o alargamento da pista de 30 metros para 45 metros no Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna.

Internacionalização

Nesta quinta-feira (14), a Fiesc realizou em Criciúma dois eventos com foco em internacionalização: a entidade promoveu o Diálogo Empresarial, encontro em que foi discutidos com líderes industriais os principais desafios enfrentados pelas empresas para se internacionalizar e as possíveis estratégias para superá-los. Das 14h às 17h, a Federação promove o Workshop Desafios e Caminhos da Internacionalização, iniciativa que vai reunir diretores de indústrias e profissionais que atuam no comércio exterior. Neste evento, representantes de empresas de micro, pequeno, médio e grande portes vão conhecer os caminhos, os desafios e as oportunidades para a internacionalização e vão participar de uma oficina para avaliar o grau de maturidade da empresa em relação ao comércio exterior.

Com informações da Fiesc.



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br