SC tem 536 mil pessoas abaixo da linha da pobreza

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Segundo dados divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira (12), 536,4 mil catarinenses estavam abaixo da linha da pobreza em 2019. A quantidade corresponde a 7,5% da população. Segundo o Banco Mundial, as pessoas abaixo da linha pobreza são aquelas que ganham menos de R$ 436 por mês.

O levantamento também mostrou quantos catarinenses estão abaixo da linha da pobreza extrema, isto é, ganham menos de R$ 151 mensais. Em 2019, eram 107,3 mil catarinenses nessa situação, o que equivale a 1,5% da população.

Apesar da grande quantidade de pessoas de baixa renda, Santa Catarina é o estado com o menor percentual de pessoas pobres no país. No ranking da linha da pobreza, o segundo melhor resultado é do Rio Grande do Sul, com 11,1%. Já no de pobreza extrema, o segundo menor percentual é do Distrito Federal, com 1,7%.

A desigualdade também é menor em Santa Catarina. No Estado, o índice de Palma - razão entre o rendimento acumulado pelos 10% da população com os maiores rendimentos e pelos 40% com os menores rendimentos - foi de 2,07, menor resultado do país. No Brasil este índice foi de 4,2.

Outro dado que aponta que a desigualdade é menor em Santa Catarina é o percentual de pessoas que recebem mais de cinco salários mínimos (3,8%) e que não tem rendimento algum (0,9%). No Brasil, estes indicadores são de, respectivamente, 4,1% e 1,1%

Em 2019, a maioria dos catarinenses (66,1%) recebeu entre meio (R$ 499) e dois salários (R$ 1.996) mínimos por mês. 


                                                                                                    Foto: Reprodução/IBGE





mais sobre:

Economia IBGE


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br