menos receita

Queda de arrecadação em 2020 deve ficar em 12%, diz Fazenda

Para chefe da pasta, resta saber se pior momento será em maio ou junho

Foto: Rodolfo Espínola/Agência AL

Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, a pasta estima uma perda acumulada de 12% na arrecadação de impostos em 2020. A principal redução está ligada ao ICMS, imposto que mais arrecada no Estado. Nos combustíveis, por exemplo, que são os maiores geradores de ICMS, a queda em maio foi de 35%. 

A projeção de 12% leva em conta índices positivos do início do ano - em janeiro e fevereiro - e ações de retomada da economia no segundo semestre. Eli aposta em ações como investimento em infraestrutura.

Um dos entraves para uma retomada mais robusta é a situação dos outros estados, que são grandes consumidores dos produtos de Santa Catarina. Se a economia não voltar por completo no país, prejudica o desempenho catarinense.

Para ele, resta saber se o pior momento será em maio, quando houve recuo de 22,1% na arrecadação, ou junho. "Primeiro salvamos as vidas, depois a economia", disse.


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br