energia

Preço do GNV em SC deve cair 28% no segundo semestre

Queda é fruto da desvalorização do petróleo e de novo contrato de suprimento no Estado

A tarifa de Gás Natural Veicular (GNV) em Santa Catarina deve cair cerca de 28% no segundo semestre. O motivo da queda é a desvalorização do petróleo no mercado internacional, especialmente o tipo brent, e o novo contrato de suprimento do insumo para o Estado, assinado em março. A redução só não é maior por causa do dólar alto. 

Com a redução, Santa Catarina deve voltar a ter a menor tarifa de GNV do Brasil. Atualmente, segundo o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo e Gás (ANP) que avaliou os preços praticados em abril, o Estado ocupava a terceira colocação. A média nos postos é de R$ 3,06 o m3.

A mudança de preço ocorre a partir de 1° de julho. As datas do reajuste são definidas pela Agência Reguladora de Serviços Públicos de SC (Aresc), que permite as alterações com base no aumento - ou redução - dos custos da Companhia de Gás de SC (SCGÁS), responsável pela distribuição. 

O mercado de gás veicular registrou aumento importante nos últimos anos. Atualmente, são 130 postos que comercializam GNV para mais de 100 mil veículos no Estado. Santa Catarina é o terceiro estado em número absoluto de veículos movidos a gás, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. 





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br