valorização

Preço do arroz sobe novamente e atinge a maior marca do ano

27 Novembro 2018 08:02:00

Em outubro, saca de 50 kg foi vendida a R$ 40,84, 26,5% a mais do que o preço registrado em fevereiro. Para produtores, cenário é de recuperação

Murici Balbinot
Foto: Divulgação/Epagri
SC é o segundo maior produtor de arroz irrigado do país

Em outubro, a saca de arroz de 50 kg registrou uma média de preço em Santa Catarina de R$ 40,84, o maior valor praticado em 2018. Em alta, o valor do grão subiu mês a mês, em um crescimento acumulado de 26,5% no ano. Apesar do aumento significativo, a média de 2018 é menor do que a de anos anteriores e o cenário é de recuperação. 

O valor registrado em outubro é pouco maior do que o registrado em setembro, R$ 40,40. Na comparação com os meses anteriores, a diferença é mais significativa. Em fevereiro deste ano, o valor médio foi de R$ 32,29; em junho, de R$ 34,04; e em agosto, de R$ 38,72.

Segundo o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa) da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, o motivo da valorização é a entressafra e a forte atuação no mercado externo. A alta do dólar fortaleceu as exportações: entre janeiro e outubro, as vendas internacionais do grão e derivados geraram faturamento de US$ 24 milhões, especialmente com destino à Venezuela e África do Sul. 

Mesmo com a alta, 2018 é um ano de baixa para os rizicultores. A recuperação do preço do grão precisa ser bem maior para atingir os mesmos valores de anos anteriores. Se em 2018 a média de preço anual, até outubro, é de R$ 35,55, em 2017 a média foi de R$ 40,38, e em 2016, de R$ 43,55.

Panorama

No Estado, 99,5% da área destinada ao grão para a safra 2019 já havia sido semeada até 10 de novembro. Resta apenas finalizar o plantio na região da Grande Florianópolis. Segundo o Cepa, 96% da área plantada está em condições boas, sem apresentar problemas de produtividade.

A região Sul do Estado segue liderando a produção. Para o ano que vem, a microrregião de Araranguá é a primeira em área plantada: 51 mil hectares. Em seguida, vem a microrregião de Tubarão, com 21 mil hectares, e a de Criciúma, com 20 mil hectares. 

Santa Catarina é o segundo maior produtor de arroz do Brasil, atrás apenas do Rio Grande do Sul. A expectativa para a safra de 2019 é de que sejam colhidas 1,15 milhões de toneladas em 143 mil hectares plantados. Isso representa cerca de 10% de todo o arroz produzido no país, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br