G. Florianópolis

Marca catarinense doa materiais hospitalares para cidades de SC

Empresa já confeccionou mais de 30 mil máscaras e mil aventais para Palhoça e Florianópolis

Foto: Divulgação

A marca catarinense Labellamafia está produzindo uma série de equipamentos de proteção individual (EPI) para doar aos municípios de Palhoça e Florianópolis. De acordo com proprietário, Giulliano Puga, até agora foram confeccionados mais de 30 mil máscaras e mais de mil macacões e aventais.

Os produtos são distribuídos de acordo com a necessidade das Secretarias de Saúde de cada município. A produção dos materiais é realizada por uma equipe reduzida de profissionais na fábrica da Labellamafia, em Palhoça, e conta ainda com a colaboração de costureiras voluntárias.

"Estamos recebendo doações de tecido de diversas empresas do Estado e junto com o Somar Floripa repassamos os insumos e todo o material que está sendo cortado na fábrica para que as costureiras possam produzir as máscaras, macacões e aventais em suas casas", explicou o empresário.

A Labellamafia parou parcialmente suas atividades em todas a unidades no Brasil, América Latina, América do Norte e Europa. "Essa decisão foi com o intuito de preservar a saúde do todos os nossos colaboradores e minimizar a propagação do vírus e o seu impacto como um todo", ressaltou Puga.


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br