energia

Em 2019, rede de gás natural chegará a mais duas cidades catarinenses

12 Abril 2019 15:05:00

Serão contemplados os municípios de Agronômica e Pouso Redondo. Expectativa é que insumo movimente mercado industrial e de GNV

Foto: Murici Balbinot
Para presidente da Companhia, investimento vai possibilitar crescimento da oferta de GNV

Até o fim de 2019, a Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) deve finalizar as obras de ampliação da rede de gás natural para os municípios de Agronômica e Trombudo Central. Serão investidos R$ 10 milhões para a construção de 13 km de gasodutos ao longo da BR-470 (no trecho entre Agronômica e Trombudo Central) e mais 1 km dentro da cidade de Trombudo Central. Na sequência, serão cerca de R$ 6,5 milhões para a implantação de mais 7 km de gasodutos, dando início às obras que levarão a rede de distribuição até Pouso Redondo.

"Esse projeto contribui para o desenvolvimento econômico dessas regiões distantes do litoral, levando competitividade para as empresas, economia para usuários de veículos automotivos e uma nova opção de energia para comércios e residências", afirma o presidente da SCGÁS, Willian Anderson Lehmkuhl.

No segmento industrial, de acordo com ele, devem ser beneficiadas, ainda, as indústrias de papel e celulose na região de Lages. "A interiorização é uma oportunidade comercial para que a SCGÁS possa ampliar seu mercado consumidor e é também uma exigência da concessão do serviço prestado pela Companhia", ressalta o presidente, sinalizando que também será possível implantar novos postos de abastecimento de Gás Natural Veicular (GNV), ao longo da Rodovia BR-470, facilitando o acesso ao combustível.

Sobre os próximos passos, o gerente de Engenharia da SCGÁS, Carlos Maurício Pimentel, explica que, apesar de o projeto executivo da obra ter sido aprovado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), há mais de oito anos, será elaborado um projeto executivo complementar pela empresa contratada para executar a obra de construção e montagem do novo ramal.

"As obras deverão ser iniciadas dentro de um prazo estimado de 45 a 60 dias, com previsão de conclusão até dezembro de 2019", sinaliza. Ele acrescenta que, antes disso, o projeto executivo complementar deve ser, novamente, aprovado pelo Dnit, para a obtenção do licenciamento para uso ou ocupação da faixa de domínio das rodovias, para a construção do novo ramal.





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br