otimistas

Cresce o número de micro e pequenos empresários que pretendem investir

29 Janeiro 2019 14:00:00

Percentual passou de 35%, em janeiro de 2018 para 41%, em janeiro de 2019. A maioria pretende fazer melhorias no próprio negócio para aumentar as vendas

Foto: Murici Balbinot
De olho em um possível aquecimento da economia, comerciantes querem estar preparados para maior movimentação de clientes

Uma pesquisa nacional realizada com micro e pequenos empresários do varejo e do comércio mostrou que o desejo de investir cresceu do ano passado para cá: saltou de 35%, em 2018, para 41%, em 2019. Os principais objetivos, segundo o estudo, são aumentar as vendas (60%), atender o aumento da demanda (27%) e aplicar tecnologia (25%). A propensão a investimento é causada, entre outras motivos, pelo avanço da confiança na economia

A principal finalidade do investimento será a compra de equipamentos, opção apontada por 31% dos empresários. Na sequência, estão reformas na empresa (26%) e ampliação de estoque (22%). "A expectativa com relação ao futuro da economia e dos negócios é de que a atividade econômica cresça com mais força este ano, impulsionando o consumo e, por consequência, o faturamento das empresas", afirmou o presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), José César da Costa.

O aumento do investimento deve impulsionar o mercado de crédito. A pesquisa mostrou que o número de micro e pequenos empresários que deseja tomar recursos emprestados para pôr os planos em prática subiu 16% na comparação anual entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019. Apesar disso, a maioria vê dificuldades na liberação do dinheiro. A contratação de recursos é considerada difícil por 60% deles, principalmente pela burocracia e exigências dos bancos.

"As altas taxas de juros, que ainda seguem elevadas mesmo com as quedas recentes, acabam inibindo a tomada de crédito por boa parte do empresariado. Além disso, há o desconhecimento das modalidades existentes no mercado. Muitas opções estão disponíveis, com condições e taxas menores para o segmento de micro e pequenas empresas", disse o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.








logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br