mercado

Comércio de SC cresceu 6,4% em maio, o melhor resultado do país

Resultado positivo foi puxado por supermercados e eletrodomésticos. Maioria dos setores registraram queda

Foto: Murici Balbinot

O comércio varejista de Santa Catarina registrou um crescimento de 6,4% em maio na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira (8). Com o resultado, o Estado teve o melhor desempenho entre as 27 unidades da Federação. Além disso, a recuperação equilibrou as perdas nominais do ano: em 2020, o acumulado no setor ficou em 0%.

A retomada das vendas foi seletiva. Nos hipermercados e supermercados, o avanço foi de 20,3% na comparação com maio de 2019, impulsionado pelo comércio de alimentos. Já nos móveis e eletrodomésticos, o crescimento foi de 18,3% - sendo 7,2% nos móveis e 22,8% nos eletrodomésticos. 

"O principal aspecto para explicar o desempenho de Santa Catarina se refere ao mercado de trabalho. A gente tem um dos mercados de trabalho mais sólidos do país. O impacto da crise foi muito mais sentido no setor informal", disse o economista da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de SC (Fecomércio/SC), Leonardo Regis. 

Segundo ele, o aumento nos supermercados ocorre porque as pessoas estão deixando de se alimentar em restaurantes e hotéis - o que indicará queda no setor de serviços. Por outro lado, o crescimento das vendas de eletrodomésticos surpreende. 

"A gente tem um problema de acesso ao crédito que é cada vez mais relatado pelos consumidores. É um momento ruim para duráveis. [...] O que pode estar explicando em parte esse movimento é uma pressão deflacionária. A receita tem uma diferença em relação ao volume. Ou seja, pode estar havendo um movimento de baixa nos preços e liquidação", disse.

Todos os outros setores pesquisados apresentam resultados negativos, principalmente em equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (-51,7%), tecidos, vestuário e calçados (-12,2%), e combustíveis (-12%).

No varejo ampliado, que inclui setores diferenciados, destaca-se o baixo desempenho nas vendas de veículos, motocicletas e peças (-28,5%), porém os materiais de construção apresentaram percentual positivo (0,4%).


Passagem mensal

Na passagem de abril para maio, quando o Estado registrou aumento nas atividades que estavam liberadas para atuar, o comércio varejista cresceu 18,1%. O avanço garantiu o equilíbrio no percentual acumulado do ano (0,0%) e também o melhor índice do país na avaliação dos últimos 12 meses, com alta de 5,6%.


Brasil

No país, os dados ainda são negativos. Em maio, o índice caiu 7,2% na comparação com o mesmo período de 2019 e o acumulado do ano fechou em -3,9%. 

Além de Santa Catarina, apenas outros três estados tiveram percentual positivo no mês: Mato Grosso (5,8%), Mato Grosso do Sul (2,8%), e Paraná (2,3%). 




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br