Coronavírus

Busca por serviços do Sebrae cresceu durante a pandemia

Em junho, instituição registrou aumento de 41% nos atendimentos em relação ao ano passado. Serviços beneficiaram 2,3 milhões de empreendedores

Foto: Álvaro Henrique/Secretaria de Educação

Entre janeiro e junho deste ano, o Sebrae atendeu 2,3 milhões de empreendedores brasileiros. O número representa um aumento de 108 mil pessoas em relação ao mesmo período do ano passado. 

O aumento na procura pelos serviços do Sebrae foi ainda maior durante a pandemia. Somente em junho, o Sebrae atendeu 500 mil empresários, um crescimento de 41% em relação ao mês de junho de 2019. Além disso, canais como aplicativos, e-mails, chat e portal apresentaram aumento de 85% na comparação com o ano anterior.

Outro serviço prestado pelo Sebrae que tem crescido durante a pandemia são os cursos de ensino a distância. No primeiro semestre, mais de meio milhão de empreendedores buscaram a especialização através dos conteúdos disponibilizados gratuitamente. O crescimento em relação a 2019 é de 117%.

De acordo com o gerente de relacionamento com o cliente do Sebrae, Ênio Pinto, os números positivos refletem os esforços da instituição em oferecer suporte para que a inovação e o empreendedorismo sejam continuados no país, mesmo com a chegada do Coronavírus.

"O Sebrae sempre foi parceiro do empreendedor, focado nos pequenos negócios. Desde o início da pandemia temos investido todas as forças para disponibilizar serviços e conhecimentos capazes de contribuir com a saúde dos negócios. Temos certeza que essa fase será superada e os empreendedores irão realizar uma verdadeira transformação digital em suas empresas", destacou.




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br